Cultura

Phathar Mak leva Hip Hop ao Resgarte Espaço Bar

Analtino Santos

Jornalista

Os principais sucessos de Phathar Mak e dos convidados Telma Lee e Extremo Signo foram apreciados, na sexta-feira, no Resgarte Teatro Bar, no Prenda, Avenida Revolução de Outubro.

05/12/2022  Última atualização 08H41
Principais sucessos do rapper foram interpretados no concerto com o suporte da Banda Mak1ge © Fotografia por: DR

No palco, o anfitrião, Phathar Mak, carregou originalidade sonora e vocal que datam desde 1991, mantendo o mesmo nível até ao fim do concerto, com grande parte dos temas acompanhado pelos presentes.

O artista levou um ritmo contagiante com rimas e flows arrepiantes proporcionando momento nostálgicos para os amantes do hip hop e não só, porque grande parte das músicas têm mais de dez anos. A cumplicidade com os jovens instrumentistas Ti Chick (bateria), Hugo (baixo), Idalêcio (guitarra), Afro Genesis (DJ e scratch), Márcia (coros) e Roland Nos (teclados), membros da Banda Mak1ge foi notória em temas como: "Respeito”, "Laranja”, "Amizade”, "Grande Dia”, "My Real Niggaz”, "Prova dos 9” e "História”.

A primeira convidada a subir ao palco foi Telma Lee que encantou  a plateia com os seus principais sucessos como "Meu Vício”, "Efatá”, "Sou Tua” e "Tatuagem". A cantora agradeceu o anfitrião pelo convite e por partilhar o mesmo palco, no formato intimista. Telma Lee é uma das vozes femininas mais apreciadas pelos jovens e tem publicado o álbum "Meu Vício”.

O rapper Extremo Signo, ao subir ao palco para mostrar o que bem sabe fazer, não deixou de realçar o quão é importante fazer arte com amor e responsabilidade, tendo agradecido a Phathar Mak pela resistência na cultura e na sua amplitude. Extremo Signo, rapper que emergiu nas batalhas de freestyle e projectos colaborativos com amigos também amantes da cultura hip hop, com o álbum "Força da Natureza” estreou-se e impôs-se no mercado.

Em declarações, ao Jornal de Angola, o rapper definiu a sua permanência com uma passagem da música "Respeito”, na qual canta "dentre todos os obstáculos, a fé controlou o seu foco, diante do não, ainda estou aqui”. Agradeceu a presença de todos, o apoio dos fãs, família e imprensa e a habitual mensagem de reconhecimento pela dedicação e entrega da Banda Mak1ge.

Num ambiente agradável, Phathar Mak foi um autêntico MC e aproveitou o momento para anunciar o próximo concerto, no dia 16 deste mês, no restaurante Ponto.

António Alfredo Simão Macunje, artisticamente conhecido por Phathar Mak, é um dos pioneiros do rap em Angola, tendo no seu percurso artístico como génese a passagem como bailarino influenciado pelo filme "Break Dance”. Criou o grupo "Td Bynature” (True Defensor Bynature), em 1991 e quatro anos depois aposta na carreira a solo. Tem no mercado os álbuns "Sangue, Suor e Lágrimas” e o disco duplo "Ekos e Factos”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura