Política

PHA volta a defender gratuitidade do ensino

Kamuanga Júlia | Saurimo

Jornalista

A presidente do Partido Humanista de Angola (PHA) prometeu, ontem, em Saurimo, que, na eventualidade de ganhar as próximas eleições gerais, vai garantir a assistência médica e ensino gratuitos, para corresponder parte das ansiedades da população angolana.

10/08/2022  Última atualização 08H50
Candidata do PHA defende a humanização dos serviços © Fotografia por: Kamuanga Júlia | Edições Novembro | Saurimo

No primeiro acto político de massas no mercado de Candembe, periferias da urbe, que assinalou o início da sua campanha eleitoral na província da Lunda-Sul, Bela Malaquias acresceu à lista de promessas o "subsídios de desemprego aos jovens e atenção à mulher zungueira".

A humanização de serviços também é a bandeira do PHA, cujo programa de Governo prevê iniciativas para apoiar  antigos combatentes e veteranos da pátria e seus dependentes. Pelo seu papel na garantia da ordem e tranquilidade públicas, Bela Malaquias pretende, igualmente, ajustar os salário dos efectivos da Polícia Nacional.

Em relação à província, prometeu construir orfanatos para acolher crianças órfãs e abandonadas com o dinheiro resultante da exploração dos diamantes. Defendeu ajustamentos nas políticas de expansão da água potável e atribuição de  terrenos para a auto-construção dirigida.

Florbela Malaquias inclui a necessidade de disponibilizar uma gama de serviços, isentos de qualquer comparticipação financeira dos destinatários.

Embalados pelas promessas da líder do PHA, os militantes Lamba Mahuli e David Chindanhi garantiram que no dia 24 vão votar em Bela Malaquias.

Antes do acto, a candidata a Presidente da República pelo PHA inaugurou a sede provincial do partido, no bairro Agostinho Neto, centro da cidade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política