Política

PHA garante melhorias na Educação e Saúde

Kayila Silvina | Mbanza Kongo

Jornalista

A presidente dos Assuntos Eleitorais do Partido Humanista de Angola (PHA) no Zaire, Kedimani Luzayadio Cuty, promete aos potenciais eleitores que, em caso de vitória do cabeça-de- lista, o partido vai trabalhar na melhoria dos sectores da Educação e Saúde.

12/08/2022  Última atualização 06H20
Candidata do PHA, Florbela Malaquias, mobiliza eleitores © Fotografia por: Benjamin Cândido | Edições Novembro
Kedimani Luzayadio Cuty, que falava aos militantes daquele partido, após uma passeata que percorreu várias artérias da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, antecedida de uma  acção de caça voto, em vários bairros, garantiu que a candidata a Presidente da República do PHA, Bela Malaquias, vai promover a governação democrática para humanizar o país.

"Nós trabalhamos com os potenciais eleitores dos bairros Sagrada Esperança, Martins Kidito, 11 de Novembro e 4 de Fevereiro, onde demonstramos como proceder ao voto dia 24 de Agosto, para acertarem na nossa candidata”, esclareceu.

A presidente dos Assuntos Eleitorais do Partido Humanista de Angola (PHA), Kedimani Cuty, apelou aos presentes no mercado informal das "15 Casas”, no bairro 11 de Novembro, para votarem na candidata do seu partido, Bela Malaquias, por ser a única mulher a concorrer ao cargo de Presidente da República.

"Caros eleitores, vamos dar uma oportunidade a Mama Bela Malaquias, por ser a única mulher a concorrer ao cargo de Presidente da República, que promete uma mudança e melhoria na nossa vida. O país precisa de uma mulher para o seu desenvolvimento económico e social”, frisou Kedimani Cuty.

Avançou que as acções de caça ao voto nos mercados informais e apresentação do programa de governo do partido vão continuar, no sentido de convencer os eleitores a irem às urnas no dia da votação e optarem por Bela Maquias.

Garantia de subsídio de infância

O secretário provincial do PHA no Huambo garantiu, ontem, que o partido vai criar o subsídio de infância e do ancião como um direito do cidadão.

Edson Sawily, em declarações ao Jornal de Angola, disse  que  as crianças devem estar protegidas no sentido de terem o direito ao desenvolvimento social e sustentável, tendo referido que  o subsídio de infância, que será atribuído, "vem para ajudar as famílias mais necessitadas, com  o intuito de proporcionar melhor qualidade de vida aos filhos”.

"O subsídio de infância é um elemento que vem para colmatar certas dificuldades que muitas famílias não conseguem suprir”, frisou. A político apontou a falta  de alimentação, vestuário, meios didácticos, entre outros, como os mais preocupantes na vida das famílias. 

O secretário do Partido Humanista de Angola (PHA) sublinhou que, a par do subsídio de infância, outra atenção merecida no seu programa de governação tem a ver com o subsídio da terceira idade. Segundo Edson Sawily, é preciso prestar maior atenção a essas pessoas, independentemente de trabalharem para o Estado ou não.

No que toca à empregabilidade, o Edson Sawily manifestou que o partido vai criar condições para  permitir uma capacidade de auto- emprego, sobretudo, para os  jovens, e não só, com garantias destas pessoas, terem salários altos, com poder de compra.

Apelou aos concorrentes às Eleições Gerais a cumprirem com as promessas, caso vençam o pleito.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política