Cultura

Paulo Jazz estabelece harmonia entre o jaz e a música tradicional angolana

Analtino Santos

Jornalista

O músico Paulo Jazz apresentou o melhor do seu talento em canto e guitarra no concerto da segunda edição do Sextas Jazz, no Chá de Caxinde, numa produção da NI Eventos. Numa noite marcada pelos estilos jazz, blues, swing e negro spirituals, o artista teve como convidados Aisia Casanova, Kark Sumba, Jose Kivuila e Sebastião Sax.

10/06/2024  Última atualização 07H23
Paulo Jazz estabelece harmonia entre o jaz e a música tradicional angolana © Fotografia por: Edições Novembro

Durante as duas horas de espectáculo, o artista apresentou um reportório onde explorou temas de Duke Elington, Chuck Corea e outras referências do jazz mundial e músicas autorais. O artista aproveitou a ocasião para apresentar o projecto de pesquisa musical denominado  Umosi, através do qual procura estabelecer as relações rítmicas entre os ritmos tradicionais angolanos e o jazz. Paulo Jazz teve o acompanhamento de Benilson Gabriel (bateria),  Newton Bonga(piano), Joel Bass ( baixo), Kianguebeni Filipe (percussão), Fina da Vida e Marcelo Quiala como coristas.

O concerto abriu com um intro e "Spain" um original de Chuck Corea, seguida de "All of me", "All the things", "You are" e "It don´t mean a thing" temas onde foi dado espaço para improvisações feitas por Newton, Benilson, Kamenga e Paulo Jazz com a guitarra.

"New day", What a wonderfull world" e "Mi mawa" foram os temas interpretados pela  norte-americana Aisa Casanova, primeira convidada a subir ao palco. O angolano Sebastião Sax também juntou-se à banda e representou a nova geração de instrumentistas de metais. José Kivuila, jazzman do Uíge, também foi chamado para mostrar o que é feito fora da capital. "Nzambi" e "Salsa" foram as propostas do artista. Paulo Jazz aqueceu a noite de Cacimbo ainda ao som de "First began", "Sundiambera", "Amendo kussole", "Afrika", "Zakumba" e "Aya Ayah" temas que misturam o jazz e os estilos africanos.

No final do concerto, o artista revelou que já está a trabalhar para o concerto no Miami Beach, no dia 28 deste mês. Paulo Mpongo conhecido como Paulo Jazz, é um dos colaboradores do projecto AngoJazz. Iniciou a carreira musical muito cedo, com apenas sete anos, tendo aprendido a dirigir coros e arranjar harmonias vocais. Executa baixo, guitarra solo e canta. Criou projectos de afroJazz e gospel, com destaque para o United Nations Jazz Band, Banda G Five Jazz, Icon Jazz Band e a Banda Fusion Rhythm Afro Jazz. É vencedor de troféus da música na África do Sul com o álbum "Gospel Nations Praise”, onde reuniu 22 artistas gospel africanos. Paulo Jazz também tem levado o projecto "Trajectória Jazz Gospel" em palcos nacionais como Palácio de Ferro e Goma Palace, em Cabinda.

 


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura