Cultura

Paulina Chiziane publica “Niketche” pela Mayamba

Armindo Canda

Jornalista

O romance da escritora moçambicana Paulina Chiziane intitulado “Niketche”, obra com a qual venceu os prémios José Craveirinha de Literatura, em 2003, vai ser publicado, no mês de Julho, pela Mayamba Editora, na capital do país, Luanda.

08/06/2024  Última atualização 12H45
Escritora aproveitou a visita à livraria para autografar livros © Fotografia por: armindo canda| edições novembro

O anúncio foi feito, ontem, pelo director da Mayamba Editora, Arlindo Isabel, que explicou que o livro da conceituada escritora moçambicana Paulina Chiziane será publicado, no próximo mês de Julho, com a chancela da editora angolana.

A visita da autora moçambicana, disse, é uma grande satisfação, por ser alguém que tem uma intervenção social inclusiva. "Depois do lançamento desta obra, pretendemos trocar ideias com a escritora”, sublinhou Arlindo Isabel.

Por sua vez, a escritora Paulina Chiziane explicou que visitou a Mayamba Editora porque pretende trabalhar com a instituição, tendo confirmado que vai publicar uma obra com a chancela da Mayamba Editora. "Prefiro não avançar muitos dados”, resguardou-se.

Questionada que avaliação faz do estado actual da literatura africana, a escritora respondeu que está em bom porto, porque os mais velhos trabalharam de forma sólida em prol da mesma, e é preciso que os mais jovens continuem a escrever.

A visita teve a duração de uma hora e serviu para a escritora ter contacto com as diversas obras comercializadas na livraria da editora e, posteriormente, teve uma conversa à porta fechada com o director da Mayamba Editora, Arlindo Isabel.

Perfil da escritora

Primeira mulher a vencer o Prémio Camões, em 2021, Paulina Chiziane iniciou a sua actividade literária em 1984, com histórias publicadas na imprensa moçambicana, muitas das quais sobre assuntos sociais polémicos, como é o caso da poligamia em Moçambique, em particular, e em África, de um modo geral.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura