Política

Partido Humanista quer revitalizar café

Joaquim Júnior | Uíge

Jornalista

A presidente do Partido Humanista de Angola (PHA) e candidata a Presidente da República, Florbela Malaquias, que apresentou domingo o manifesto eleitoral aos militantes, amigos e simpatizantes da sua força política, na província do Uíge, disse que pretende revitalizar a produção do café na região, em caso de vitória nas Eleições Gerais de 24 de Agosto.

16/08/2022  Última atualização 06H50
Líder do Partido Humanista de Angola, Florbela Malaquias © Fotografia por: Eunice Suzana | Edições Novembro | Uíge

"Quando formos governo, nós vamos restaurar a província do Uíge, que é uma província muito rica, também muito produtiva. É a província do café. Se nós produzirmos café, vamos ter trabalho para a nossa juventude será transformado mesmo aqui no Uíge", prometeu.

Bela Malaquias disse, ainda, que dentro dos vários eixos do seu programa de governação constam a construção de fábricas e cerâmicas para reduzir o índice de desemprego no país: "Vamos construir fábricas de tijolos e telhas em todos os 16 municípios do Uíge e muitos jovens vão trabalhar nessas fábricas. Cada um desses 16 municípios é muito rico em argila, que vai ajudar na construção de casas para a juventude trabalhar e, como a nossa candidatura é para a juventude, vamos organizar o trabalho para juventude. Por isso, apelo ao voto no nosso partido no dia 24 de Agosto", pediu Bela Malaquias.

A candidata a Presidente da República pelo PHA prometeu, a terminar, construir creches públicas em todo o país: "Os meus amiguinhos pequeninos, que vejo a correr atrás da minha caravana, olho para as crianças pobres e descalças, mas meninos bonitos, e somos chamados a humanizar Angola, começando por cuidar desses meninos. Nós vamos criar creches públicas para abrigar e formar as nossas crianças, alimentá-las bem, para que elas sejam homens dignos. Por isso, todos devemos votar no número 1".

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política