Desporto

Palancas Negras viajam este domingo para a África do Sul

António Cristóvão

Jornalista

Os Palancas Negras embarcam, este domingo, às 17h00, para a cidade sul-africana de Durban, onde iniciam a competir, terça-feira, no Grupo A da 21ª edição da Taça COSAFA, com os Celacantos das Ilhas Comores, Zebras do Botswana e Piratas das Ilhas Seychelles.

03/07/2022  Última atualização 06H00
Selecção Nacional tem a ambição de alcançar a segunda fase da competição regional © Fotografia por: Agostinho Narciso |Edições Novembro

Na ronda inaugural, a Selecção Nacional de Honras joga contra as Comores, às 16h00, no Estádio Rei Zwelithini.

No Grupo B, encontram-se os Dodôs ou Club M das Ilhas Maurícias, Sihlangu Semnikati de e-Swatini, Crocodilos do Lesotho e Chamas do Malawi.

Amanhã, à tarde, já na cidade do litoral sul-africano, o grupo efectua um treino ligeiro para a adaptação à relva do recinto das partidas e a equipa técnica efectuar algumas correcções dos processos de jogo.

O seleccionador nacional, Pedro Gonçalves, vai aproveitar, também, o treino para recuperar os atletas devido ao cansaço da viagem entre Luanda, Joanesburgo e Durban.

Antes da viagem, a Selecção Nacional de Honras cumpre, às 9h30, uma sessão de treino no Estádio Nacional 11 de Novembro, para o corpo técnico ajustar alguns detalhes técnicos e tácticos.

O técnico Pedro Gonçalves quer apresentar um grupo coeso, com o intuito de tentar chegar à segunda fase da competição.

Para a "operação Durban”, Pedro Gonçalves elegeu os guarda-redes Neblu, Augusto Mualucano e Edmilson Cambila; os defesas Tô Carneiro, Danilson, Domingos Razão, Hossi, Kinito, Kialonda Gaspar e Paizo; os meio-campistas Aisson, Higino, Herenilson, Mário Balbúrdia, Maya, Pedro Agostinho, Megue e Victoriano Lucoquessa; e os avançados Bito, Julinho, Dilson, Lépua e Vanilson Zéu.

Além dos atletas e o treinador principal, seguem, também,  em voo da companhia de bandeira sul-africana, os técnicos assistentes Victor Gouveia, Love Cabungula, Fernando Ferreira (preparador físico), Daniel Muemba "Chila” (treinador de guarda-redes), João Silva (scouting), Agostinho Costa (médico), Pedro Quifucussa "Mampela” (supervisor), Felisberto Direito e George Miguel (fisioterapeutas), Raimundo Ngongue "Barbosa” e Oliveira Huango (seccionistas) e Francisco Franco "Frank”(segurança), Domingos Caluvala (financeiro) e António Muachilela (director de Comunicação e Marketing da Federação Angolana de Futebol).

A delegação desportiva é chefiada pelo director do Gabinete Técnico das Selecções Nacionais, Artur Vilinga.

Ontem, no Estádio Nacional 11 de Novembro, os atletas ensaiaram os processos de jogo para melhorar a eficácia dos avançados e a organização do sector defensivo, durante as saídas para as acções ofensivas.

Durante o treino, Pedro Gonçalves interrompeu algumas vezes os trabalhos, para corrigir os movimentos dos jogadores, com realce para os meio-campistas.

A última parte da preparação foi marcada pela cobrança de bolas paradas, para aperfeiçoar a qualidade da execução dos livres e pontapés de canto.

 

Lesão afasta Zini

Uma ruptura muscular na perna direita afastou, na sexta-feira, da Selecção Nacional o dianteiro Zine Salvador, do 1º de Agosto, durante a sessão de treino de preparação para a Taça Cosafa.

A informação foi avançada, ontem, ao Jornal de Angola, por um membro da equipa técnica dos Palancas Negras, antes da preparação da Selecção Nacional.

"O atleta ressentiu de uma lesão. É uma mazela antiga. Infelizmente não vamos poder contar com o jogador”, disse a fonte.

O ponta de lança do clube militar do Rio Seco, que completa, hoje, 20 anos, por lesão, também falhou os desafios contra as Feras do Baixo Oubangui da República Centro Africana (RCA) e Zebus do Madagáscar, referentes à 1ª e 2ª jornadas do Grupo E das eliminatórias de apuramento para a fase final da Taça de África das Nações (CAN), no próximo ano, na Côte d’Ivoire.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto