Cultura

Paisagens e retratos de Luanda em exposição de fotografia

Francisco Pedro

Jornalista

Apresentar inovações em diferentes expressões artísticas é a máxima defendida pelo artista plástico, Hermenegildo Kindala, cujas obras fotográficas fazem parte de uma exposição colectiva, patente, desde quarta-feira, no auditório Afonso Van-Dúnem Mbinda, em Luanda.

01/08/2022  Última atualização 11H30
Wilson Mbiavanga e Hermenegildo Kindala expõem fotos © Fotografia por: Luís Damião | Edições Novembro

Hermenegildo Kindala partilha o espaço da exposição, no edifício Kilamba, como colega Wilson Mbiavanga, numa mostra denominada "Kindala & Mbiavanga Expo”, cada com 25  fotografias.

"Além de fotos de paisagens e retratos, tenho-me dedicado à reciclagem fotográfica, uma técnica que permite manter intactas as imagens e o suporte fotográfico, faço performances, com o intuito de inovar sempre, para me distanciar do que tem sido comum”, defendeu, ontem Hermenegildo Kindala, em declarações ao Jornal de Angola.

O ponto focal de Hermenegildo Kindala é fotografia, "mas procuro fazer sempre algo diferente do que é comum”, sustentou.

O mesmo não acontece com o seu colega, Wilson Mbiavanga, que fez estreia nessa modalidade. Segundo Hermenegildo, Wilson trabalha em cinema, organiza festivais e mostras nos Estados Unidos.

"O Wilson entra agora para a fotografia, é uma nova modalidade artística para ele, diferente do meu caso, que tenho trilhado já há vários anos no universo da fotografia”.

Em carteira, Hermenegildo Kindala tem em curso, para este ano, dois projectos internacionais, um em Luanda, com um artista moçambicano, e outra em São Paulo, no Brasil.

"Em São Paulo vou apresentar 40 fotos, no universo de 400 artistas de vários países do mundo”.

Patente até ao dia 31 de Agosto, "Kindala & Mbiavanga Expo” resulta da parceria entre a União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) e  a Fundação Sagrada Esperança.

Os motivos das fotografias são paisagens urbanas de Luanda, retratos, ambientes rurais, intimistas, cujos rostos são crianças, jovens, adultos e idosos, em diferentes momentos do quotidiano.

Os artistas defendem que se trata de fotografias inéditas, com múltiplos motivos capturados em momentos ímpares. Hermenegildo Kindala defende o tema "Resiliência”, enquanto Wilson Mbiavanga o tema "Harmonia Inconsciente”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura