Sociedade

País já importou 315 toneladas da China

O país já importou, da República Popular da China, 315 toneladas de materiais de biossegurança e equipamentos hospitalares, das 380 previstas, no âmbito da prevenção e combate à Covid-19, disse ontem, em Luanda, o secretário de Estado para Área Hospitalar.

14/06/2020  Última atualização 09H00
DR © Fotografia por: Continua a chegar ao país, material de biosegurança para o combate a Covid-19

Leonardo Inocêncio, que falava no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, onde viu chegar mais um voo da transportadora de Bandeira Nacional, TAAG, com materiais de biossegurança e equipamentos hospitalares, referiu que, das cinco mil camas adquiridas, mais de três mil já estão no país e estão a ser distribuídas nas províncias, onde foram montados hospitais de campanha, com destaque para Cabinda, que conta com 200 camas.

“Em princípio, estas camas são para o combate à Covid-19. No futuro, serão utilizadas para o internamento de outros doentes, porque o Ministério da Saúde também está preocupado com as outras doenças, como a malária, tuberculose e VIH-Sida”, assegurou.

Leonardo Inocêncio explicou que são camas tripartidas que servem para os cuidados intensivos e para a realização de vários movimentos ou posição semi-sentada. “Sabemos que para o tratamento da Covid-19, o paciente necessita de oxigénio e a posição adequada é a semi-sentada, porque permite ao doente respirar bem”.

De acordo com o secretário de Estado para Área Hospitalar, para além das camas, as máscaras N95 e luvas vão reforçar as unidades hospitalares do país. “A prioridade será dada às zonas fronteiriças, como as províncias de Cabinda, Uíge, Zaire e Lunda-Norte” realçou.

Leonardo Inocêncio lamentou a má utilização dos fatos especiais em locais impróprios, quando devia ser aí onde se exige segurança máxima. “Os fatos especiais são utilizados profissionais expostos a pacientes infectados ou suspeitos. Este é um problema que já está a ser corrigido”, garantiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade