Política

País defende maior investimento

Angola defendeu a necessidade de maior investimento em vários sectores para alcançar os níveis recomendados à graduação em 2024, numa intervenção feita pelo embaixador João Gimolieca, representante permanente adjunto na Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque.

24/09/2022  Última atualização 09H05
© Fotografia por: DR

Falando na 21ª Reunião de Ministros dos Negócios Estrangeiros dos Países Menos Avançados, representante permanente adjunto de Angola na ONU, em Nova Iorque, disse que os múltiplos desafios enfrentados pelo país condicionaram os avanços dos indicadores recomendados, com realce para o Índice de Capital Humano e o de Vulnerabilidade Económica.

 Enfatizou que a graduação de Angola será baseada apenas na renda per capita, lembrando que o impacto da pandemia Covid-19 agravou as dificuldades já existentes.  Disse que a economia angolana, que tinha registado um ligeiro crescimento após a recuperação de um período de recessão provocada pela queda do preço do petróleo no mercado internacional, voltou a sofrer revés.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política