Cultura

Padre Pedro Chey faz estreia no mercado

Manuel Albano

Jornalista

“Providente” é o título do primeiro disco de originais do padre Pedro Chey a ser lançado no próximo dia 4 de Dezembro, durante uma sessão de venda e assinatura de autógrafos, na Paróquia do São Paulo, em Luanda.

16/11/2022  Última atualização 14H42
Primeiro álbum do sacerdote chega ao mercado discográfico em princípios de Dezembro © Fotografia por: Alberto Pedro| Edições Novembro

Como apreciador da cultura, com realce para a música e a pintura, há algum tempo, o sacerdote começou com o projecto musical de pendor religioso, que resultou no álbum "Providente”, com 15 temas, cujo teor retrata a providência divina na criação.

Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, o padre explicou que o disco leva o público a mergulhar no campo filosófico e teológico, assim como no da própria ciência "por trazer elementos importantes de um ser supremo que sustenta toda a existência da humanidade, a figura de Deus”.

O padre disse que na linguagem cristã, toda a existência vem do Criador como a fonte primordial do existencialismo, olhando a vida, a natureza, a sucessão do tempo e a própria velocidade do espaço geográfico, o que nos remete a reflectir sobre a sua presença entre os humanos.

O tema "Sonho dos Meus Sonhos” fala do amor e da paixão, como elementos importantes na vida do homem, numa dimensão poética cristã, na qual sonhamos estar com Jesus, como amigo, pai e irmão. "Esse desejo que impera em mim é que me faz ir a procura de resposta para o significado da minha vida e no amor em cristo”.

"Ulambakusuku Kovalo” é uma composição em umbundu, que exprime a importância do reconhecimento da existência de um Criador inalcançável, o sustentador da vida. O tema disse nos remete para as questões de justiças sociais, na qual devemos reconhecer o Senhor como o autor da vida, o que nos permite exprimir o seu amor.

O disco, ressalta, chama a atenção para as questões do humanismo. "Se cada pessoa busca uma felicidade, não é possível sem a aprovação de um Ser Todo-Poderoso e transcendental. Não poderemos ser perfeito sem passar pelo crivo da humanização”, alertou.

Na linguagem teológica, o terceiro tema do disco "Expressão maior do amor do Pai”, segundo o autor apresenta uma abordagem, na qual Jesus é a expressão maior do Criador de toda a existência, apegando-se ao aforismo de que "Jesus é a semelhança do Pai”, acrescentando que "Jesus é a expressão maior do amor de Deus”.

O sacerdote disse que a importância da figura da mãe de Jesus não foi esquecida no disco.

No quatro tema intitulado "Maria”, de acordo com o padre Chey, Deus usou a fraqueza da humanidade pelo pecado para os resgatar. Entretanto, todo esse processo, referiu, passa, igualmente, pela sua divindade através da humanidade, razão pelo qual, o seu filho tomou a dimensão carnal por intermédio de Maria. Para o padre Pedro Chey, Jesus continua ser a força mental de um cristão e sem ele não poderá existir o cristianismo e toda a sua dinâmica.

No quinto tema "Jesus tu és a minha força”, o autor traz à reflexão o facto de Messias ser a "chave da interpretação de toda dimensão teológica”, e até mesmos para se entender a filosofia do existencialismo do judaísmo precisa-se perceber a figura de Jesus que resgatou a humanidade.

Já no tema "Resgate”, o autor explicou ser uma abordagem sobre a decadência dos valores e a necessidade de os promover para o bem da sociedade, enquanto o tema "Sentido da minha vida” configura-se na importância do Pai e do Filho na vida dos cristãos.

O tema que dá título ao disco, "Providente”, na visão religiosa do autor é de que tudo parte da providência divina. O disco, tem, ainda, os temas "Tchatcha em Cristo”, "Óhmeu Jesus”, "Vou seguir Jesus”, "Festa”, "Espirit de Dieu”, "Segura-me” e "Aleluia”, cujo teor é espalhar o evangelho.

O disco foi produzido na Editora Primetime e teve as participações de Bruno Nsona (guitarra solo, mistura e percussão), coro de Benedita, captação Estúdio B.R Sound, masterização Henrique Macide e o próprio Pedro Chey (viola rítmica, percussão e voz).

O Padre Pedro Chey Dianingama é sacerdote católico, pertencente a Sociedade Missionária da Boa Nova. Reside no Seminário de Filosofia dos Missionários da Boa Nova, no quilómetro 12, em Viana, Luanda.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura