Política

P-NJANGO aposta na formação académica e profissional

Ana Paulo

Jornalista

O primeiro vice-presidente do Partido Nacionalista para a Justiça em Angola (P-NJANGO), António Barros, apelou à juventude a não optar pelo imediatismo, e sim a abraçar a formação académica e profissional, por garantir postos de trabalho directos.

08/08/2022  Última atualização 07H05
© Fotografia por: DR

António Barros, que  falou ao Jornal de Angola, após o encontro que manteve, este domingo, com a classe juvenil do município do Talatona, no bairro Fubu, destacou ser necessário que esta franja da sociedade aposte na formação e trabalhe mais, já que o país dispõe de  sectores férteis, produtivos e capazes de garantir emprego, como o da agricultura, construção civil e pescas, entre outros.

A juventude, continuou, é o futuro do país. Assim, os políticos devem promover programas de incentivo para que os mesmos abraçassem a causa nacional. Um dos exemplos de bons políticos vem do partido P-JANGO, que tem nas linhas de forca a pretensão de inverter este facto, apostando na empregabilidade, formação e habitação para a juventude, em geral.

Ainda no que toca à empregabilidade, o P-NJANGO trará mais emprego em todos os sectores da economia e negócios para que, com trabalho árduo, os cidadãos possam produzir riqueza e induzirem à recuperação económica.

O vice-presidente do P-NJANGO, António Barros, referiu que para reduzir o número de desemprego, propõe-se formalizar outras modalidades como o pleno emprego. "Vamos criar possibilidades de se encontrar emprego com facilidade", concluiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política