Cultura

Os Kiezos “varrem” salão João Adilson

Analtino Santos

Jornalista

Os Kiezos e o músico Augusto Chacaya regressam domingo, a partir das 16h00, ao palco do Kuimbila Ni Kukina, depois de terem sido o cartaz do concerto da celebração do Dia da Paz e Reconciliação Nacional em Abril e da passagem de Calabeto e Legalize, no dia 31 de Julho.

27/08/2021  Última atualização 10H10
Vocalista dos Jovens do Prenda volta a cantar no Marçal © Fotografia por: DR
O promotor do evento, João Adilson, justifica a escolha do Conjunto Os Kiezos não por falta de opção, mas sim em função das boas exibições e também a pressão dos frequentadores do Salão do João Adilson, localizado na rua da Dona Zita,  que voltou a colocar o Marçal na rota cultural luandense. 

Para a exibição, mais uma vez, será feita uma retrospectiva da histórica musical dos Kiezos em temas como: "Gingololo”,"Kandonga”, "Ngana Nzambi”,  "Rosa Rosé”, "Mua Pango”, "Maximbombo”, "Milhorró” e "Princesa Rita”.Augusto Chacaya regressa aos palcos depois de ter sido submetido a uma cirurgia e não quis ficar de fora desta edição do Kuimbila Ni Kukina, no qual é um conselheiro e director artístico. Do integrante dos Jovens do Prenda esperam-se os temas dançantes  "Ubeka”, "Samba Samba”,  "Maka Mame” e algumas surpresas.

O Conjunto Os Kiezos surgiu em 1963, na zona do Kapolo Boxi, no Marçal, quando Domingos António Miguel da Silva "Kituxe” reuniu os amigos e vizinhos Marito, Adolfo Coelho e Avozinho. Actualmente, Hildebrando Cunha e Gegé Faria são os lideres numa formação em que constam Zeca Tirilene, Juca Vicente, Dulce Trindade, Habana Maior, Maradona, Zé Manico e Manuel Claudino. 

O Kuimbila Ni Kukina Semba surgiu no segundo semestre de 2019 e acontece no Salão do João Adilson no histórico bairro Marçal. Dom Caetano, Carlos Lamartine, Dina Santos, Calabeto, Nguami Maka, Robertinho, Givago, Massano Júnior, Mizangala DT, Banda Yetu e outros cultores da música popular angolana já passaram pelo projecto.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura