Cultura

Os Kiezos e Os Jovens do Prenda cantam no Muzonguê da Tradição

Analtino Santos

Jornalista

O conjunto Os Kiezos, a orquestra Os Jovens do Prenda, além do artista Suzanito, fazem hoje a farra dos trabalhadores no Muzonguê da Tradição.

01/05/2022  Última atualização 07H55
© Fotografia por: Alberto Pedro | Edições Novembro

As duas formações voltam a proporcionar no Centro Recreativo e Cultural Kilamba um encontro considerado, pelos entusiastas e amantes da cultura nacional, como "Trumunu Musical” à semelhança de um "derby” futebolístico entre o 1º de Agosto e o Petro de Luanda.

Na escolha deste elenco, segundo o promotor Estevão Costa, foi fundamental a pressão dos habituais frequentadores do espaço. Também é uma forma de homenagear os trabalhadores angolanos, no geral, e em particular os ligados ao movimento artístico, um dos mais afectados pelas restrições impostas pela pandemia.

Com abertura das portas às 11 horas, a música ao vivo terá início as 12.30, cabendo a abertura ao conjunto do Marçal, os Kiezos, seguindo-se a formação do Prenda, ambas apresentando um reportório com poucas mudanças. Segundo os integrantes das duas formações, os espectadores não aceitam alterações e querem ouvir os sucessos e temas marcantes da história da música angolana produzidos quer pelos Kiezos quer pelos Jovens do Prenda. O músico Suzanito foi convidado para interpretar temas do falecido Nick.

Esta é a segunda edição do Muzonguê da Tradição este ano, sucedendo àquela protagonizada pela Banda Movimento, Patrícia Faria, Robertinho e Lolito da Paixão, que animaram a tarde do dia 3 de Abril, numa celebração à Paz e à Reconciliação Nacional.  Os Kiezos e os Jovens do Prenda voltam a partilhar o mesmo evento pouco menos de um mês depois do concerto de abertura do Kuimbila Ni Kukina Semba, na centralidade do Kilamba, bairro Vila Flor, rua Soba Luís Vunda.

O Conjunto Os Kiezos surgiu na zona do Kapolo Boxi, no Marçal, quando Domingos António Miguel da Silva "Kituxe” reuniu os amigos e vizinhos Marito, Adolfo Coelho, Juventino e Avôzinho. Entre os principais sucessos do conjunto encontramos canções como: "Milhoró”, "Princesa Rita”, "Za boba”, "Muá Pangu”, "Mbaku kavalé”, "Nzoyami” e outras que marcam o seu meio-século de actividade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura