Opinião

24/09/2021 Última atualização 05H00
Opinião

A ONU e os rumos da política mundial

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que decorre em Nova Iorque (Estados Unidos), este ano na sua 76ª edição, é justamente considerada como sendo o maior palco da diplomacia internacional por nela desfilar a maior parte dos Chefes de Estado e de Governo do mundo ou seus representantes.

24/09/2021 Última atualização 05H00
Opinião

Estratégia africana

Os chineses são mestres em estratégias. Eles já têm uma estratégia para África a Sul do Sahara para os próximos 50 anos. Aqui em Lusaka, em frente à nossa casa, hoje vi um camião de trabalhadores, supervisionado por um chinês, a instalarem linhas de fibra óptica.

23/09/2021 Última atualização 05H15
Opinião

“Ignóbeis do Cazenga”

O resgate, recente, no Cazenga, Luanda, de nove escravas sexuais, na sequência de uma investigação do SIC, é mais um alerta sobre os perigos do “crime organizado” que agrupa vários delitos e ignora fronteiras.

23/09/2021 Última atualização 05H10
Opinião

Registo eleitoral oficioso

Angola inicia, hoje, uma das fases mais importantes da preparação das eleições gerais previstas para o próximo ano: o registo eleitoral oficioso de cidadãos maiores de 18 anos, processo que deverá estender-se até Março do próximo ano.

23/09/2021 Última atualização 05H15
Opinião

Posteridade e perpetuidade

Há pessoas que, ainda em vida, já conseguiram a posteridade, artistas que produziram uma obra musical ou literária que é ouvida e cantarolada ou lida por multidões, na música, por vezes, sem entenderem a língua, na minha adolescência ouvia músicas em inglês e cantava sem perceber quase nada da letra, mas havia qualquer coisa de empático que me levava a deixar-me embalar, músicas que ainda hoje, cantarolo de quando em quando.

22/09/2021 Última atualização 07H35
Opinião

Agenda presidencial na ONU

Desde às últimas 24 ou 48 horas que as atenções de todo o mundo estão viradas para a cidade de Nova Iorque, mas concretamente no "coração de Manhattan", no edifício da ONU em que mais de 150 Chefes de Estado e de Governo vão discursar, na 76ª Assembleia-geral das Nações Unidas.

22/09/2021 Última atualização 06H45
Opinião

Usuários da Língua Portuguesa como seus únicos e legítimos proprietários

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa é uma organização de Estados que tem como objectivos: a concertação político-diplomática nos fora internacionais; a cooperação multilateral e multisectorial; e a promoção e difusão da Língua Portuguesa, intra e extra-comunitariamente.

22/09/2021 Última atualização 06H05
Opinião

Usuários da Língua Portuguesa como seus únicos e legítimos proprietários

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa é uma organização de Estados que tem como objectivos: a concertação político-diplomática nos fora internacionais; a cooperação multilateral e multisectorial; e a promoção e difusão da Língua Portuguesa, intra e extra-comunitariamente. Ultimamente, procura integrar membros da sociedade civil na discussão de temas que fazem parte do seu plano estratégico, reforçando assim as relações de amizade, de afectividade e de consanguinidade entre os povos dos países membros da CPLP.

22/09/2021 Última atualização 06H05
Opinião

A propósito da Guiné Conakry

Três semanas após o golpe de Estado militar que depôs o Presidente da Guiné Conakry, Alpha Condé, a situação no referido país continua indefinida. Mas o facto de as outras nações africanas parecerem ter, em geral, “digerido” o referido golpe é um mau sinal. Será que a era dos golpes militares estará a retornar à África?

21/09/2021 Última atualização 09H55
Opinião

O transporte ferroviário

A retoma do transporte de gás butano em vagões, através do Caminho-de-Ferro de Luanda, para Malanje, 30 anos depois, constitui uma grande novidade para aquela última e, de uma maneira geral, para todo o Leste do país.

21/09/2021 Última atualização 09H55
Opinião

O “efeito salomónico” da intervenção do Presidente

Ao longo dos 38 anos de poder do ex-Presidente angolano, o país não assistia, com regularidade e necessidade que o cargo eventualmente exigiria, o Chefe de Estado falar sobre assuntos correntes do país, nem à margem de eventos institucionais, em que seria suposto ouvi-lo, nem a conceder en-trevistas a órgãos nacionais.

21/09/2021 Última atualização 09H55
Opinião

Os Zangos em ebulição

Quem vive hoje nos subúrbios, nos musseques ou, simplesmente, nos bairros periféricos da “cidade de Luanda antiga”-, aquela cujo centro continua a ser a zona da Mutamba -, e deseja crescer praticamente a partir do nada, junta as poucas economias que tiver, pede reforço aos familiares e aos amigos, negoceia com um proprietário ansioso por desfazer-se de uma residência ou com um intermediário avisado e sempre sedento por ganhar umas coroas e vai instalar-se em qualquer uma das suas novas zonas em expansão.