Mundo

ONU "profundamente preocupado" com a Somália

O Conselho de Segurança das Nações Unidas mostrou-se este sábado "profundamente preocupado" com a crise política na Somália, resultante das divergências entre o Presidente e o primeiro-ministro, e que pode afectar o calendário eleitoral.

18/09/2021  Última atualização 17H36
© Fotografia por: DR

O Conselho na ONU exorta "todas as partes interessadas a exercer contenção e salienta a importância de manter a paz, a segurança e a estabilidade na Somália", lê-se numa declaração aprovada por unanimidade e citada hoje pela agência francesa de notícias, a AFP.

Mostrando-se "profundamente preocupado" com a divergência entre o Presidente e o primeiro-ministro da Somália, o CS apela a "todas as partes a resolverem as suas diferenças através do diálogo" e "a darem prioridade à realização pacífica de eleições transparentes, credíveis e inclusivas".

De acordo com o documento, os conselheiros "expressaram a sua profunda preocupação com a continuação do desacordo no seio do governo somali e o impacto negativo no calendário e no processo eleitoral".

A declaração hoje anunciada surge um dia depois de uma reunião de emergência à porta fechada, realizada a pedido do Reino Unido.

A declaração do Conselho de Segurança também apela "ao governo federal e aos estados membros federais para assegurar que quaisquer diferenças políticas não prejudiquem a acção unida" contra os grupos jihadistas que operam na Somália.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo