Mundo

ONU pede à França negociação de reforma duradoura sobre asilo

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) apelou à França, que detém a presidência rotativa da União Europeia (UE), para acabar com "violações de direitos” nas fronteiras europeias, "negociando uma reforma duradoura" das políticas de asilo.

10/01/2022  Última atualização 16H00
França © Fotografia por: DR
Num documento que reúne as suas recomendações, o ACNUR apelou à "negociação de uma reforma sustentável do asilo com base no Pacto” migratório apresentado por Bruxelas, bem como ao reforço do "apoio aos países” pobres ou em desenvolvimento, onde vivem 85% dos refugiados.

"Devemos garantir o acesso ao território e enfrentar as violações dos direitos humanos nas fronteiras, onde continuaram em 2021 as devoluções violentas, práticas que põem em perigo a vida das pessoas e que violam os direitos humanos, nomeadamente o direito de pedir asilo”, declarou à agência de notícias France-Presse (AFP) Celine Schmitt, porta-voz do ACNUR em França.

A agência da ONU pede "investigações" sobre essas práticas. O apelo do ACNUR também foi dirigido à República Checa, país que sucederá a França na presidência rotativa da UE. A reforma do asilo e das migrações foi iniciada pela Comissão Europeia (CE) em Setembro de 2020, mas esbarra em profundas divisões entre os 27 Estados-Membros da UE, sendo uma das principais questões da presidência francesa, que se iniciou em 01 de Janeiro.

Segundo o ACNUR, o Pacto migratório "oferece a oportunidade de passar de uma abordagem ‘ad hoc’ [específica] para uma abordagem global comum, bem gerida e previsível", reforçando a "solidariedade intraeuropeia". Sobre este último ponto, o Alto Comissariado quer "relançar uma operação europeia de busca e salvamento no mar", especialmente no Mediterrâneo, onde apenas barcos de organizações não-governamentais (ONG) tentam resgatar migrantes, explicou Céline Schmitt.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo