Política

OMA reafirma apoio às políticas sociais

As mulheres da OMA nas províncias do Uíge, Zaire e Bengo reafirmaram, ontem, o apoio às políticas sociais que visam melhorar as condições de vida,através de oportunidades de emprego, micro-crédito e habitação para as famílias.

28/07/2021  Última atualização 07H00
© Fotografia por: DR
A posição foi manifestada no encontro regional da organização, que decorre na cidade do Uíge, sob orientação da secretária-geral, Joana Tomás.

Durante o encontro, as mulheres da OMA reafirmaram o apoio incondicional ao MPLA nas eleições gerais de 2022 e defenderam a criação de centros de apoio para as mulheres vítimas de violência doméstica.

Foi defendido, também, mais atenção às jovens raparigas vulneráveis à prostituição, gravidez precoce e doenças sexualmente transmissíveis ."Estamos preocupadas com o abuso sexual de menores e também com as crianças que saem das suas regiões de origem para Luanda, a fim de receberem estudo e melhores oportunidades, mas depois são usadas para outros fins”, sublinharam.

A secretária-geral da OMA, Joana Tomás, tomou conhecimento das propostas que as mulheres querem que sejam levadas e solucionadas pelo Executivo, com maior realce para a redução dos preços da cesta básica.

"Ouvimos atentamente as preocupações das mulheres. Vamos fazer o nosso trabalho de advocacia e levar as preocupações ao Governo para tomar as devidas decisões”, garantiu.

O encontro regional de-corre em simultâneo com o seminário metodológico, onde foram apresentadas as linhas de força para que os projectos da organização sejam executados com eficácia e eficiência. "Temos metas a cumprir e na corrida para atingi-las realizámos o seminário de capacitação para munir as nossas secretárias provinciais de informações e orientações”, sublinhou Joana Tomás.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política