Cultura

OG Vuino apresenta o mais recente disco

Manuel Albano

Jornalista

“Fiz de Novo” é o título do primeiro álbum a solo de OG Vuino, disponível ao público em todas as plataformas digitais, informou, nesta segunda-feira (03), em Luanda, o cantor.

04/01/2022  Última atualização 10H00
Músico relança carreira com a estreia de CD no formato digital © Fotografia por: DR
Anteriormente conhecido por Vui Vui, dos Kalibrados, o cantor disse ao Jornal de Angola, que "Fazer de Novo” é um disco idealizado ainda no início da pandemia da Covid-19. Durante o tempo de confinamento, explicou,

procurou produzir temas que abordassem o quotidiano, o amor, assim como fez uma retrospectiva da sua caminhada artística, de mais de duas décadas.


Com mais de 20 anos de carreira, vários álbuns com o grupo Kalibrados, duas "mixtapes”, o rapper, de 38 anos propõe, com "Fazer de Novo”, mostrar o resultado do que aprendeu nas lides artísticas e no quotidiano. O álbum, com 14 faixas, acrescentou, tem uma matriz africana, com miscigenação de sons africanos, assim como as participações de Kadaff, Dji Tafinha, GM, Filho do Zua e Rui Orlando.


O disco, afirmou, foi lançado para atingir o mercado da lusofonia. "Apresentei um trabalho de qualidade e com características muito próprias, tanto na sonoridade e profundidade dos temas”, ressaltou.


O processo de criação do disco, lembrou, surgiu durante o confinamento, quando notou que não havia a possibilidade da realização de espectáculos. "Vivemos momentos difíceis, sem nos poder descolar para a realização de concertos no país e no estrangeiro, acto que nos obrigou a sermos criativos e inovadores. Por isso, este disco está cheio de surpresas e foi produzido com muito amor para ser partilhado com os fãs”, garantiu.


O disco de originais, no formato físico, pode ser obtido, explicou, através do aplicativo digital Buitanda. "Estamos a preparar uma apresentação do disco, com espectáculos para Janeiro de 2022”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura