Política

Oceanos têm Angola como vice-presidente

A II Conferência dos Oceanos, que decorre desde 27 de Junho até 1 de Julho, em Lisboa, Portugal, sob o tema “reforçar a acção dos oceanos com base na ciência e na inovação para a implementação do ODS14: avaliação, parcerias e soluções”, elegeu Angola como uma das vice-presidentes e relatora-geral do evento.

30/06/2022  Última atualização 08H55
Embaixadora Maria de Jesus Ferreira (no centro) © Fotografia por: DR

A escolha de Angola a vice-presidente foi aprovada por consenso pela conferência e, consequentemente, a embaixadora Maria de Jesus Ferreira, representante permanente da Missão de Angola junto da ONU em Nova Iorque, foi eleita relatora-geral da II Conferência dos Oceanos.

Em comunicado da Missão do país junto da ONU, refere, também, que a Conferência elegeu dois presidentes e treze vice-presidentes, dentre os quais Angola e Moçambique ocupam as duas vagas para África, tendo Angola sido, igualmente, eleita relatora-geral.

A Assembleia Geral das Nações Unidas, através da resolução 73/292, convocou a II Conferência de Alto Nível para apoiar a Implementação do Objectivo de Desenvolvimento Sustentável 14: Conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

A Conferência das Nações Unidas dos Oceanos, coorganizada pelos governos de Portugal e do Quénia, acontece num momento em que o mundo enceta esforços para mobilizar, criar e promover soluções que permitam alcançar os 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável antes de 2030.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política