Economia

OCDE corta previsões de crescimento global

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) reduziu a projecção de crescimento global, neste ano, de 3,3 para 3,2 por cento. Segundo relatório de perspectivas divulgado ontem, pela entidade sediada em Paris, a incerteza no comércio influencia negativamente o quadro.

22/05/2019  Última atualização 10H40
DR

Para 2020, a expectativa é de avanço maior no crescimento, de 3,4 por cento, patamar mantido em relação à projecção anterior.
Com as tensões comerciais, a incerteza substitui a confiança, o que penaliza os investimentos, aponta a OCDE. Com isso, o sector industrial está a ser prejudicado.
Entre os principais riscos, a entidade aponta à possibilidade de um período prolongado de tarifas mais altas entre Estados Unidos e China, novas barreiras comerciais entre Estados Unidos e União Europeia, desaceleração mais forte da economia chinesa, crescimento contido na Europa e vulnerabilidades financeiras devidas ao elevado endividamento.
No caso dos Estados Unidos, a OCDE projecta um crescimento de 2,8 por cento, este ano, acima dos 2,6 previstos anteriormente. Para 2020, à expectativa é revista em alta, de 2,2 para 2,3 por cento. Para a China, as projecções de crescimento foram mantidas em 6,2 por cento, em 2019 e 6,0, em 2020.
Na Zona do Euro, a projecção de crescimento aumentou de 1,0 a 1,2 por cento, em 2019, enquanto em 2020 passa de 1,2 para 1,4 por cento. No Japão, por outro lado, a OCDE espera um crescimento de 0,7 por cento em 2019, quando anteriormente tinha previsto um avanço de 0,8.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia