Regiões

Número de alfabetizados aumenta na província da Huíla

Domingos Mucuta | Lubango

Jornalista

O número de cidadãos que aprendeu a ler e a escrever nas sessões de alfabetização e aceleração escolar aumentou de cerca de 2.207, em 2020, para 6.253 alfabetizados, em 2021, revelou, ontem, no Lubango, o coordenador provincial da Educação de Jovens na Huíla.

08/09/2022  Última atualização 10H19
© Fotografia por: DR

Anderson Peliganga disse que o nível de aproveitamento passou de cerca de 24 por cento, no ano lectivo 2020/2021, para 64 por cento no ano lectivo 2021/2022.

"Em 2020, foram matriculados 9.210 cidadãos, com um aproveitamento de 2.207, ao passo que no ano lectivo seguinte houve um aproveitamento de 6.253 do total de 9.709 inscritos. Os números falam por si só”. 

O coordenador da Educação de Jovens e Adultos destacou a adesão e percepção da política pública virada para pessoas iletradas, sublinhando o nível de interesse das pessoas em aprender a ler e a escrever. 

"Nos anos passados, as pessoas tinham muito receio para procurar a alfabetização. Mas, fruto do trabalho de mobilização, há mais gente a procurar as salas de educação de jovens e adultos para adquirirem competências de leitura e escrita”, disse.  

Segundo Anderson Peliganga, para este ano, a coordenação vai incentivar a revitalização da Comissão Provincial de Alfabetização, e promover seminários de capacitação em matérias de pedagogia do Ensino Primário e Secundário, da Educação de Jovens e Adultos. 

Adiantou que o sector vai, também, criar turmas de alfabetização de jovens e adultos nas instituições públicas e privadas, através de campanhas de mobilização e sensibilização;  produzir programas radiofónicos para a divulgação da educação de jovens e adultos, projectos, acções e benefícios.  

O coordenador referiu, também, que está prevista a generalização da Educação de Jovens e Adultos em todas as localidades da província, expansão de mais salas de alfabetização nas áreas com maior índice de analfabetismo, atraso escolar e identificar para declarar algumas localidades livres do analfabetismo, entre outras acções.  

 

Alfabetização na Humpata  

O processo de alfabetização no município da Humpata contemplou cerca de 630 jovens e adultos no subsistema de ensino, revelou o coordenador municipal da Educação de Jovens e Adultos. 

Estima Mendonça disse que o compromisso do sector da Educação do município em erradicar o analfabetismo no seio da população está a reduzir o número de turmas nos últimos anos.  

   "Quando as turmas reduzem é sinónimo de evolução. O processo de alfabetização está a seguir o seu ritmo normal. Contamos com 70 alfabetizadores inseridos nas quatro comunas que compõem o município da Humpata”, informou.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões