Regiões

"Nsaku Ne Nvunda" é homenageado

Fernando Neto | Mbanza Kongo

Jornalista

O primeiro embaixador do então Reino do Kongo junto do Vaticano, Dom António Manuel “Nsaku Ne Nvunda”, foi homenageado esta sexta-feira (5) na cidade de Mbanza Kongo (Zaire) com a inauguração de um busto em sua memória, pela ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira.

05/11/2021  Última atualização 18H46
© Fotografia por: Garcia Mayatoko

Nsaku Ne Nvunda, príncipe do Reino do Kongo, partiu para Roma em 1604, enviado pelo soberano Nimi-a-MPanzu, baptizado como D. Álvaro II, como seu embaixador no Estado do Vaticano, tendo chegado à Roma em 1608, aos 33 anos, depois de ter passado por Brasil, Espanha e Portugal, porque as autoridades portuguesas queriam impedir as relações directas entre o Kongo e o Vaticano.

O acto de inauguração foi testemunhado pelo ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, pelo bispo da Diocese de Mbanza Kongo, Dom Vicente Carlos Kiaziko, o governador do Zaire, Pedro Makita, entre outras autoridades locais.

Na ocasião, Carolina Cerqueira referiu que o busto do também conhecido por Negrita agrega um significado histórico importante à região que é Património Cultural da Humanidade.

"Este monumento além de possuir um grande significado histórico e simbólico, é também, um reconhecimento a uma das figuras basilares do estabelecimento do cristianismo no actual território de Angola e pioneira da evangelização em África", sublinhou a ministra de Estado. 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões