Regiões

Novos administradores municipais tomam posse

Hermínio Fontes | Benguela

Jornalista

Os cinco novos administradores dos municípios de Benguela, Lobito, Balombo, Bocoio e Chongoroi, tomaram posse , ontem, no palácio da Praia Morena.

25/06/2021  Última atualização 09H25
© Fotografia por: DR
Durante a cerimónia, o governador de Benguela, Luís Nunes, pediu aos empossados a terem sempre como principal objectivo a satisfação das necessidades das  populações, com vista ao alcance do desenvolvimento sustentável.

"Apelo a cada um dos recém-empossados a dedicarem-se na busca de soluções, indo ao encontro dos problemas e não esperarem por eles nos seus respectivos gabinetes”, dissse.
Luís Nunes aconselhou-os a saberem ouvir o cidadão, porquanto, "estamos aqui para os servir e só com o envolvimento de todas as franjas da sociedade, conseguiremos encontrar soluções consensuais e melhores para todos”.

Recordou que o gestor público tem a bússola orientadora pautada na "constituição e na lei”, cumprindo e afastando as práticas que lesem as boas acções de governação.

"Por isso, devemos estar todos comprometidos com o combate à corrupção, bajulação e nepotismos e tantos outros males que obstruem a boa gestão da coisa pública”.

A administradora municipal de Benguela, Paula Correia, disse conhecer as prioridades traçadas pelo executivo, que passam pela melhoria do saneamento básico, das estradas e infra-estruturas, além da saúde, educação, energias e águas.

Quanto à situação da arrecadação de receitas no mercado informal, disse que seria muito prematuro falar desta questão, porque não domina o dossier.
"Tenho  de tomar contacto com esta realidade e só depois sabermos que estratégia teremos de traçar, para sanar os vícios e males que existem”, prometeu a nova administradora.

O administrador do município do Lobito, Evaristo Calopa Mário, está consciente dos inúmeros problemas que irá encontrar. Disse que irá avaliar os processos e interagir com as pessoas, como também, interpretar os projectos e naturalmente definir o rumo a tomar.

"Os problemas do Lobito já existem e estão identificados. O que vamos fazer é mobilizar vontades, garantir e assegurar uma gestão participativa, promover a unidade na diversidade para termos um município agradável para se viver”, afirmou.

A administradora do Balombo, Luciana Mona Katchiangui, prometeu trabalhar junto das comunidades rurais para mudar a imagem do município em todos os domínios. "Mas para que assim aconteça, precisamos ouvir todas as forças existentes, pois só desta maneira conseguiremos resolver os principais problemas sociais do município”, disse.

Antes das nomeações dos actuais gestores públicos, o governador da província de Benguela exonerou Adelta Georgina Matias Sifi, do cargo de administradora municipal de Benguela, Lúcia Chile Namanda Moisés Carlos, do cargo de administradora  do Balombo, Carlos Salvador Lopes Correia Vasconcelos, de administrador do Lobito, João Samuel Herculano Neto, do Chongoroi, Ernesto  Pinto do cargo de administrador do Bocoio e Evaristo Calopa Mário do cargo de director do gabinete provincial da Educação. Para o seu lugar, foi nomeado Edmundo Mariano Chianga Caimana Salupula.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões