Cultura

Novo presidente de direcção quer imprimir maior dinâmica

Sampaio Júnior | Lobito

Jornalista

O presidente da Associação do Carnaval do Lobito, Domingos de Brito, disse, ontem, naquela cidade, que vai criar uma nova dinâmica para colocar em movimento os grupos carnavalescos locais, mesmo fora de época.

06/06/2024  Última atualização 13H20
Domingos de Brito está a frente da instituição no Lobito © Fotografia por: Edições Novembro

"O Carnaval é bastante popular entre os angolanos e, também, desempenha um papel vital na preservação e promoção da cultura angolana, então é precioso que o mesmo faça parte do movimento cultural e turístico da cidade do Lobito”, disse.

Domingos de Brito fez estas declarações à margem da tomada de posse dos novos membros de direcção da Associação do Carnaval do Lobito, que decorreu, ontem, na Administração Municipal do Lobito, tendo justificado que "o Entrudo reflecte a diversidade e riqueza cultural e possui características únicas, incorporando elementos tradicionais e contemporâneos. Resgatar esta mística não é sonhar alto, pois é possível fazer-se, basta ter crença”, afirmou.

O responsável referiu que este desafio de inverter o quadro actual do estado do Carnaval no Lobito foi motivado pela vontade de querer trocar o cenário no seio dos associados. "O que se assiste no Lobito é o estado de desanimo quase total dos associados e os problemas estão identificados. Vamos trabalhar com todos para mudar o quadro e, na próxima temporada, disputarmos o pódio do Carnaval a nível da província de Benguela”, ressaltou.

A Associação do Carnaval do Lobito, explicou, nunca teve uma sede, na anterior direcção, mas a actual está a trabalhar provisoriamente nas instalações da Casa Rosa Promoções, nas imediações do Cine Flamingo, no Compão-Lobito.

Do seu plano estratégico, revelou, consta a solicitação na Administração Municipal de um terreno para a construção da sede da associação e indicação de um local fixo para a realização do desfile do Carnaval.

"A organização do Carnaval é um compromisso colectivo, por isso devemos estar todos envolvidos na sua organização e contar com patrocinadores do tecido empresarial existente na região”, concluiu.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura