Mundo

Níger: Presidente e Primeiro-Ministro trabalham em ritmo de campanha

Com as eleições gerais marcadas para Dezembro, com uma eventual segunda volta em Fevereiro de 2021, o Presidente e o Primeiro-Ministro do Níger estão já a pautar as suas mais recentes actuações por um ritmo semelhante ao que se poderá ver durante a campanha eleitoral.

02/10/2020  Última atualização 08H10
DR © Fotografia por: A três meses das eleições gerais, tanto o Presidente como o Primeiro-Ministro do Níger parecem já estar em ritmo de campanha

Ontem, o Presidente Mahamadou Issoufou visitou Bissau durante cinco horas, tendo, segundo a reuters, prometido trabalhar a nível das Nações Unidas para o levantamento das sanções impostas a alguns oficiais militares guineenses, naquilo que é um “piscar de olhos” à vizinha Guiné-Bissau e, ao mesmo tempo, mais um passo na campanha para se afirmar como um estadista de dimensão internacional.

O Chefe de Estado nigerino falava numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo guineense, Umaro Sissoco Embaló, momentos antes de deixar Bissau de regresso a Niamey. Questionado sobre o que o Níger poderia fazer em relação a um grupo de 11 oficiais militares guineenses sancionados pelas Nações Unidas, desde Maio de 2012, na sequência de um golpe de Estado por eles protagonizado, Issoufou prometeu ajudar a resolver a situação.

Mahamadou Youssufo, cujo país preside desde Setembro o Conselho de Segurança das Nações Unidas, disse ser “desejo ardente” do Níger ver a Guiné-Bissau “normalizada, com paz, segurança e estabilidade, para que possa pensar em se desenvolver”, observou. Youssufo considerou o “Presidente Embaló um irmão” e este, por sua vez, chamou-o “um pai”, pelos conselhos sobre a paciência e a sapiência que um líder deve ter, frisou o Chefe de Estado guineense, referindo ser um “grande dia para a Guiné-Bissau”, por receber a visita de um estadista, um pan-africanista.

“Guiné-Bissau recebeu hoje (ontem) um grande homem de Estado, um pan-africanista engajado. Você é para mim uma referência enquanto líder, um grande homem de Estado”, declarou Sissoco Embaló. Umaro Sissoco Embaló comentou algumas situações que o Níger enfrenta, nomeadamente a luta contra o jihadismo e o crime organizado, lamentando serem flagelos mundiais, mas frisou que a Guiné-Bissau ainda não tem aqueles problemas.

“Mas temos outros problemas, por exemplo, o tráfico de droga. É um dos meus combates desde que cheguei ao poder, um combate diário para que a Guiné-Bissau não seja um mercado de droga”, observou Sissoco Embaló. Por sua vez, o Primeiro-Ministro nigerino, Brigi Rafini, elogiou “o trabalho titânico” da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI), para produzir “um ficheiro eleitoral fiável” e “cartões de eleitores biométricos infalsificáveis “, para mais de sete milhões de eleitores inscritos, no Níger, naquilo que é o início da aceleração do processo eleitoral que marcará a viragem do ano.

“Isso tranquilizou-me. Saio desta visita totalmente satisfeito com o que vi. Apreciei ,sobretudo, a produção segura de listas e cartões eleitorais “, declarou, ontem, Brigi Rafini, citado pela Reuters, depois de uma visita ao Centro Técnico da CENI.

O Centro acolhe os trabalhos de confecção do ficheiro eleitoral nacional biométrico e do cartão eleitoral biométrico. Brigi Rafini disse esperar que o mesmo fervor continue durante todo o processo eleitoral e agradeceu, em nome do Presidente da República, à CENI, por esta “proeza”. O Níger tem eleições gerais (locais, legislativas e presidenciais) marcadas para Dezembro de 2020 a Fevereiro de 2021.

Inundações

Entretanto, águas do rio Níger inundaram, ontem, vários bairros de Niamey, fazendo submergir casas e arrozais, floriculturas. Segundo a AFP, para evitar danos maiores, o Governo instou as populações que vivem nas margens do rio a abandonarem as áreas de risco. As inundações devem-se às chuvas que se abatem no país, desde Junho último. Até 18 de Agosto de 2020, as inundações causaram 38 mortes e mais de 150 mil sinistrados.

Estas inundações surgem numa altura em que o Níger recebeu um novo avião multifuncional de tipo AT 504, para reforçar a frota de aeronaves agrícolas da Direcção-Geral de Protecção de Plantas (DGPV), anunciou o Ministério da Agricultura, num comunicado de imprensa citado pela Reuters. O aparelho, recebido pelo ministro da Agricultura, Albadé Abouba, é dotado de dois sistemas de pulverização de produtos líquidos e de um sistema de expansão de produtos secos, como sementes, com uma capacidade de tratamento de 30 hectares por minuto e uma autonomia de voo de quatro horas.

Segundo Albadé Abouba, o aparelho, adquirido com fundos próprios do Estado e desenhado de acordo com as características desejadas pelo Níger, é multifuncional e cumprirá, além das missões de expansão de líquidos e produtos secos, qualquer outra .

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo