Mundo

“Não acredito”que a Rússia recorra a armas nucleares”

O Chefe de Estado ucraniano acusou Putin de querer “afogar a Ucrânia em sangue”.

22/09/2022  Última atualização 07H30
Presidente ucraniano desqualificou o discurso do líder russo © Fotografia por: DR

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, exortou, ontem, o Ocidente a não se deixar "chantagear” pela ameaça de retaliação nuclear de Vladimir Putin, avisando que, ao fazê-lo, convidaria a Rússia a tentar tomar mais territórios.

Numa entrevista à Bild TV, disse: "Não acredito que Putin vá usar essas armas. Não creio que o mundo o permita”.

Segundo o The Guardian, o Chefe de Estado ucraniano acusou Putin de querer "afogar a Ucrânia em sangue, incluindo no sangue dos seus próprios soldados”.

Jens Stoltenberg  considera " erro de cálculo”de putin
NATO critica retórica nuclear "perigosa”

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, criticou,ontem, o  Vladimir Putin por usar uma retórica nuclear "perigosa e imprudente” e considerou que a mobilização militar anunciada pelo líder russo vai levar a uma escalada do conflito.

Numa entrevista à Reuters, Stoltenberg disse que a decisão de Vladimir Putin de convocar reservistas para combater na Ucrânia não foi uma surpresa e demonstra  "que a guerra não está a ir de acordo com os seus planos”.

 Para o líder da NATO fica claro que o Presidente russo cometeu "um grande erro de cálculo”.

Já sobre o uso de armas nucleares, ameaça deixada pela Rússia, Stoltenberg disse que a NATO vai garantir que não há "mal-entendidos” em Moscovo.

"Vamos garantir que não haja mal-entendidos em Moscovo sobre como vamos reagir. Claro que depende do tipo de situação ou de que tipo de armas eles podem usar. O mais importante é evitar que isso aconteça e isso é porque fomos tão claros nas nossas comunicações com a Rússia sobre as consequências sem precedentes”, disse Stoltenberg.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo