Economia

Namíbia lança estratégia de adesão à Zona de Livre Comércio Africana

A Namíbia prevê a obtenção de oportunidades significativas com a implementação da Zona de Livre Comércio Continental Africana (ZCLCA), uma evolução que acredita poder conduzir à transformação positiva das economias do continente.

27/11/2022  Última atualização 08H36
Unidade de montagem de veículos Peugeot na Namíbia © Fotografia por: DR

A declaração foi proferida pela ministra do Indústria e Comércio da Namíbia, Lucia Iipumbu, que, na sexta-feira, lançou a estratégia nacional da Namíbia para a implementação da integração comercial e aduaneira. "Para acelerar a implementação da ZCLCA, o desenvolvimento de uma estratégia de implementação é fundamental, pois impulsiona uma integração mais profunda para facilitar a expansão do comércio e investimento da Namíbia na África”, declarou a governante.

Lucia Iipumbu anunciou que, "o Ministério da Indústria adoptou uma  estratégia nacional e planos de acção para a implementação da AfCFTA. A estratégia nacional identificou a adição de valor, as oportunidades e constrangimentos nos negócios, assim como determinou a capacidade necessária para explorar plenamente os mercados nacionais, regionais e globais no contexto da ZCLCA”, disse Lucia Iipumbu durante o lançamento.

A ministra insistiu em que a estratégia namibiana assenta na adição de valor acrescentado nos negócios, com base na vantagem competitiva e comparativa da Namíbia, bem como no progresso obtido através da participação em iniciativas de integração regional como a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e a União Aduaneira da África Austral (SACU).

Exortou o sector empresarial namibiano a aproveitar essa "imensa oportunidade” e a beneficiar do enorme mercado africano, declarando que o Governo do seu país vai continuar a simplificar políticas e legislação para facilitar o comércio e fazer crescer a economia nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia