Política

Namibe: Partidos satisfeitos com as condições dos centros

Representantes de partidos políticos com assento no Parlamento mostraram-se satisfeitos com o trabalho empreendido pelo Governo Provincial do Namibe na criação de condições para o asseguramento técnico, logístico e do pessoal médico que luta contra a propagação do coronavírus.

11/04/2020  Última atualização 01H32
DR

Os deputados pelo círculo provincial e dirigentes de partidos com assento no Parlamento visitaram, quinta-feira, em Moçâmedes, os centros de tratamentos de pessoas que podem vir a estar infectados pelo coronavírus, bem como pelos que se encontram de quarentena institucional, nos bairros Forte Santa Rita e Quatro e Meio, arredores da cidade. 

Os políticos encorajaram o governo provincial a continuar com as tarefas que visem evitar que esta doença se alastre pela província e país. O secretário provincial da UNITA, Domingos Mizé, disse, ao Jornal de Angola, que a visita foi pertinente e agradeceu ao governo provincial pela recepção. “Valeu a pena ter constatado as condições criadas, esperando que, assim, se mantenham”, disse. Domingos Mizé reconheceu que a situação criada pela Covid-19 “é séria” e reafirmou o compromisso do seu partido de colaborar com o Executivo no combate à pandemia.
Mizé disse estar de acordo com o apelo do Governo para “juntos continuarmos a sensibilizar”, principalmente as populações, no sentido de acatarem as orientações das autoridades e com a inserção de activistas voluntários que estão a passar de bairro em bairro, transmitindo às pessoas como se devem comportar em relação à Covid-19.
O deputado Sampaio Mucanda, do grupo que se proclama independente da CASA-CE, alinhou pelo mesmo diapasão de Domingos Mizé e felicitou o governo provincial pelas “condições mínimas que criou”, pois, “ninguém previa o surgimento da doença”. Para o parlamentar, o governo provincial conseguiu adaptar-se rapidamente. “Mesmo não tendo um caso confirmado na província, as condições estão criadas”, reconheceu.
José Maria Jamba, deputado do grupo parlamentar do MPLA, considerou que as condições criadas nos centros de quarentena são as possíveis, tendo em atenção que é uma doença que surgiu de forma repentina. “Pensamos que esses centros e o hospital reúnem as condições para que possamos acudir os nossos concidadãos”, disse.

Palavras de consolo
O governador do Namibe, Archer Mangueira, visitou os 12 cidadãos de diferentes províncias que estão confinados no Parque de Campismo, devido ao Estado de Emergência. Dos 12 cidadãos que se encontram no Parque de Campismo, oito são de Luanda.
Os cidadãos que ficaram fora das suas províncias devido ao Estado de Emergência têm hoje e amanhã para regressar, por via rodoviária, às zonas de residência, no quadro da abertura excepcional à cerca sanitária interprovincial anunciada, quinta-feira, pelo Governo.
Graciano Anda Kakumba, que falava em nome do grupo, agradeceu pela visita dos membros do governo provincial. Quanto à pandemia, disse ser algo inesperado, mas, por confiar em Deus, acredita que a crise seja ultrapassada.
No Parque de Campismo, localizado na Marginal de Moçâmedes, está, igualmente, “acantonado” um grupo de turistas de diversas nacionalidades, idos das zonas do município do Tômbwa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política