Cultura

Músicos recordados na Galeria do Semba

Analtino Santos

Jornalista

Os músicos Tonito Fortunato e Pop Show foram recordados na manhã de este domingo, na Galeria do Semba, em Luan-da, por colegas e amigos, numa edição especial do programa Kialumingo da Rádio Lu-anda, conduzido por José Pedro Benge.

08/08/2022  Última atualização 10H45
Artistas Carlitos Vieira Dias, Dina Burity e Cirineu Bastos © Fotografia por: DR

No painel de convidados destaque para Carlitos  Vieira Dias, Cirineu Bastos e Dina Burity, assim como a participação telefónica de Nguxi dos Santos.

A primeira parte foi de-dicada a Tonito Fortunato, tendo Carlitos Vieira Dias falado da relação com o amigo que ficou fortalecida por intermédio de Manuel Faria.

O guitarrista afirmou que Tonito foi um dos maiores intérpretes, apesar de gravar pouco, porque era muito exigente, tendo lamentado o facto de não gravarem um disco colaborativo com composições do amigo.

Cirineu Bastos destacou a sua amizade da infância no bairro Indígena e da paixão pela poesia, tendo recorrido ao texto "Engraxador” de Jofre Rocha e de outros autores nacionais, com destaque para Agostinho Neto.

Dina Burity, amiga da juventude de Tonito, recordou o processo criativo de alguns temas onde os aspectos da vida de funcionário público e as relações afectivas foram transformadas em clássicos.

Um dos netos de Tonito Fortunato destacou a paixão do avô, homem que introduziu na arte o respeito pela cultura nacional. Revelou que nos últimos anos padecia de uma doença generativa das células. Hoje de manhã, em Lisboa, acontece na Igreja de Campo Grande uma missa de corpo presente e outra cerimónia em homenagem a Tonito Fortunato, antes do corpo partir para Luanda, onde chegará amanhã de manhã. Até ao fecho desta edição, não conseguimos confirmar a data do funeral.

António Pascoal Fortunato, conhecido por Tonito, nasceu aos 6 de Junho de 1940, em Icolo e Bengo, no bairro São João e faleceu no passado dia 1 de Agosto.


Funeral condigno para Pop Show

O realizador de televisão Nguxi dos Santos, amigo de longa  data do músico Pop Show, falecido no sábado, por doença, em Luanda, aproveitou o momento de homenagens na Rádio Luanda para por telefone lançar  uma campanha de solidariedade para a realização de um funeral condigno ao fundador do Afra Sound Stars.

Nguxi dos Santos agradeceu alguns amigos que prontamente abraçaram a iniciativa e indicou que o óbito está a decorrer no Zango 1, na rua 8, nas casas amarelas. A comissão é integrada por Hélder Miguel, irmão do malogrado.

Carlitos Vieira Dias e Cirineu Bastos falaram do lado irreverente de Pop Show, o jovem que na altura tentava dinamizar o kilapanga e com amigos exploravam também o rock, reggae e blues, assim como destacaram as qualidades como guitarrista e compositor.

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Silvino de Pina Zau, em nota chegada à nossa redacção, lamentou a morte de Pop Show, guitarrista e fundador do Afra Sound Stars. "Nesta hora de dor, em seu nome, dos responsáveis e funcionários do ministério, endereça à família enlutada, aos demais membros do Afra Sound Stars e à UNAC os  sentimentos de pesar”, lê-se na nota.

Manuel Miguel nasceu no  município de Quimbele,  província do Uíge, no dia 12 de Março de 1960 e faleceu no dia 6 de Agosto, em Luanda, aos 62 anos.  Começou a cantar aos 11 anos na sua terra natal, embora contra a vontade dos pais, e procurava dominar vários  instrumentos musicais. Fundou, em 1976, o grupo Afra Sound Stars, destacando-se no estilo kilapanga,  tendo, mais tarde, residido no Brasil, Bélgica e Portugal com o objectivo de divulgar a sua  música  no exterior do país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura