Sociedade

Município dos Gambos tem mais 40 professores

Estanislau Costa | Lubango

Jornalista

O município dos Gambos, a 160 quilómetros a sul da cidade do Lubango, na província da Huíla, conta com mais 40 professores, admitidos na segunda fase do Concurso Público do sector da Educação 2021/22.

20/11/2022  Última atualização 11H31
Mais crianças vão ser inseridas no sistema normal de ensino © Fotografia por: DR

A circunscrição conta agora com 644 docentes, para reforçar o processo de ensino e aprendizagem, fundamentalmente nas zonas mais recônditas. 

Segundo o administrador dos Gambos, Francisco Barros, apesar do actual reforço, o município necessita de mais 80 professores, preferencialmente licenciados, para melhorar, cada vez mais, a qualidade da formação dos jovens. 

"Os Gambos, apesar de enfrentar, geralmente, seca cíclica, além de rochas ornamentais, possui gado bovino e caprino em quantidade”, disse, para argumentar que as acções de sensibilização são frequentes, com vista a convencer as crianças e jovens a apostarem na formação académica e técnico profissional. 

 "Em épocas de seca, num passado recente, quase ninguém ia à escola, por causa da transumância, que consiste em levar o gado às zonas com água e pasto, cenário que tem vindo a ser alterado, paulatinamente”, sublinhou o administrador, que enalteceu o apoio das igrejas, organizações juvenis, políticas e autoridades tradicionais. 

"Já é comum observar pais a ir à lavra ou ao pasto sem crianças e jovens, por razões escolares”, explicou Francisco Barros, para apelar aos demais encarregados de educação da circunscrição a seguirem o exemplo, para a redução do índice de analfabetismo. 

 

Dispersão geográfica 

O director municipal da Educação, Alfredo Mateus, disse que, devido à dispersão geográfica acentuada e à falta de professores, mais de três mil crianças estão fora do sistema de ensino. 

Deu a conhecer que, no presente ano lectivo, foram matriculados mais de 16.000 alunos no ensino primário e no I e II ciclos do ensino secundário. "A acomodação dos alunos melhorou substancialmente no presente ano lectivo, com a construção e apetrechamento de duas escolas do ensino primário e secundário”. 

 Mais de 110 jovens frequentam diversos cursos técnico-profissionais, com destaque às especialidades de Carpintaria, Electricidade, Construção Civil e Serralharia, na escola anexa ao colégio Degrau do Saber. 

Os formandos enalteceram a abertura dos novos cursos na sede dos Gambos, que está a fazer com que deixem de deslocar-se à sede da província da Huíla. 

Francisco Kanhola, 15 anos, que frequenta o curso de Construção Civil, há sensivelmente dois meses, disse que, segundo informações, é o que lhe dará mais oportunidades de emprego, devidos às obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PPIM). "Quero contribuir no desenvolvimento da nossa vila, com a construção de estradas, passeios, casas, escolas e hospitais”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade