Regiões

Município do Ambriz conta com novas escolas

Guimarães Silva | Bengo

Pelo menos 1.656 alunos do ensino primário, no município de Ambriz, província do Bengo, estudam em melhores condições, com a abertura, sexta-feira, de duas escolas, reabilitadas e apetrechadas no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

27/09/2021  Última atualização 04H05
Mais crianças da região vão poder aprender a ler e escrever © Fotografia por: DR
Trata-se da escola primária nº 118, de 11 salas de aula, localizada na vila piscatória de Ambriz, construída e apetrechada em oito meses, no âmbito do PIIM, para beneficiar 792 alunos, que custou ao Estado angolano cerca de 69.741.969 kwanzas, e da escola nº 109, de 12 salas de aula, orçada em cerca de 10 milhões de kwanzas, no quadro do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza (PIDLCP), para atender 864 alunos.

A governadora do Bengo, Mara Quiosa, que inaugurou os dois estabelecimentos escolares, reconheceu, na ocasião, que, a nível da província, o número de salas de aula ainda não é suficiente para satisfazer a demanda.

"O Governo trabalha para melhorar a qualidade das infra-estruturas escolares na província”, disse, acrescentando que o Executivo leva em linha de conta a Educação como factor decisivo para o desenvolvimento do país, apostando fortemente na construção de infra-estruturas escolares, para que o fácil acesso ao ensino seja de facto uma realidade.

"Os alunos têm a missão de estudar. Queremos que no final tenham bom aproveitamento, para ajudar o país a crescer”, disse a governadora do Bengo, antes de apelar aos alunos e professores no sentido de cuidarem bem dos estabelecimentos de ensino colocados à sua disposição.

A administradora municipal do Ambriz, Anastácia de Vasconcelos, avançou que está em curso a ampliação da escola nº102, com 12 salas de aula, e a construção de outras duas de sete salas cada, que vão permitir o ingresso de pelo menos 2.700 crianças, no sistema normal de ensino.

Simão Lelo, director municipal da Educação, afirmou que dos cerca de 8.144 alunos matriculados na localidade, há um excedente de 677 crianças, que são acomodadas nas salas para não perderem o ano lectivo. "Possuímos, agora, uma rede escolar composta por 22 escolas, das quais 18 do ensino primário, três colégios para o primeiro ciclo e um liceu para albergar alunos do segundo ciclo do ensino secundário”, explicou.


 Famílias vulneráveis

Ainda no âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza, no Ambriz, a governador Mara Quiosa entregou quatro motorizadas de três rodas a igual número de cooperativas agrícolas, constituídas por ex-militares, 950 aves para cria- ção, bem como 500 chapas de zinco a famílias em situação de vulnerabilidade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões