Sociedade

Munícipes beneficiam de consultas gratuitas

Alexa Sonhi

Jornalista

Uma campanha de consultas gratuitas de optometria e outros rastreios de doenças oculares vai decorrer, até ao dia 14 de Novembro, nas 18 lojas do Centrooptico existentes no país.

17/10/2021  Última atualização 09H56
© Fotografia por: DR
Durante a campanha, iniciada na quinta-feira, além das consultas gratuitas, na compra de um par de óculos, os clientes podem levar dois, no quadro de uma estratégia para incentivar o maior número de pessoas a saber o estado de saúde dos seus olhos.

A oferta de consultas, segundo uma nota da instituição, enquadra-se no âmbito do Dia Mundial da Visão, assinalado a 14 deste mês, numa altura em que, mundialmente, mais de mil milhões de pessoas têm problemas de visão, e, deste número, perto de 91 milhões são crianças, segundo dados da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira.
A referida agência internacional, refere a nota do Centrooptico, avança ainda que detectar e tratar os problemas de visão logo cedo resulta em muitos benefícios, porque ajuda a melhorar os resultados quer laborais, quer escolares, assim como permite que as pessoas afectadas atinjam todo o seu potencial.

Para este ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) escolheu o lema "Olhe pelos seus olhos, que eles olham por si”, com o objectivo de sensibilizar e motivar as pessoas sobre a necessidade de verificarem, regularmente, a saúde dos olhos, com ênfase no diagnóstico precoce como factor decisivo para a prevenção das doenças oculares.

Neste âmbito, o Centrooptico incentiva os angolanos a reflectirem de forma regular sobre a importância da sua saúde visual, desenvolvendo junto das famílias e, em particular, das crianças, acções de sensibilização e rastreios visuais gratuitos.

Desde 1998, a OMS celebra o 14 de Outubro como o Dia Mundial da Visão, com o objectivo de chamar a atenção para os problemas da visão, como a cegueira e a deficiência visual.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade