Mundo

Mulheres só estudam em escolas segregadas

As mulheres no Afeganistão podem continuar a estudar em universidades, inclusive em níveis de pós-graduação, mas as salas de aula serão segregadas por género e a veste islâmica será obrigatória, disse, ontem, o ministro do Ensino Superior do novo Governo talibã.

13/09/2021  Última atualização 09H30
Talibãs obrigam as senhoras a cobrir totalmente o rosto © Fotografia por: DR
 Abdul Haqqani  apresentou , em conferência de imprensa em Cabul,  a nova política de formação do Giverno exclusivamente masculino. O governante sublinhou que os talibãs não querem recuar 20 anos no tempo.

"Vamos começar a construir sobre o que existe hoje”, defendeu, admitindo, porém, que as estudantes universitárias "vão enfrentar restrições, que incluem um código de vestuário obrigatório”.

O ministro disse que os 'hijabs' serão obrigatórios, mas não especificou se tal significa o uso de lenços obrigatórios na cabeça, tapando a cara, frisando que a segregação de género também será aplicada. "Não permitiremos que rapazes e raparigas estudem juntos. Não permitiremos coeducação”,  enfatizou.

 Abdul Haqqani  referiu ainda que as disciplinas ensinadas nas universidades também vão ser revistas, mas não avançou pormenores.
Os talibãs, que defendem uma interpretação severa do Islão, baniram a música e a arte no período em que estiveram anteriormente no poder.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo