Sociedade

Mulheres devem reforçar a luta contra ofensas verbais no trabalho

Carla Bumba

Jornalista

As mulheres continuam a ser as principais vítimas de violência verbal nos locais de trabalho, daí a necessidade do maior envolvimento das funcionárias na luta contra este fenómeno, disse, na quarta-feira, em Luanda, a secretária-geral da União dos Sindicatos locais.

13/05/2022  Última atualização 11H50
© Fotografia por: DR

Filomena Soares, que falava durante o seminário que reflectiu sobre "Causas e Consequências da Violência no Meio Laboral”, salientou que é necessário que as mulheres ganhem, cada vez mais, consciência dos seus direitos e passem a denunciar todo o tipo de abuso de que são vítimas no trabalho.

A par da segurança social no trabalho, a sindicalista referiu ser, também, essencial que os salários sejam compatíveis e pagos consoante às profissões de cada trabalhador, seja do sexo masculino seja do feminino.

A secretária-geral dos sindicatos realçou que os empregadores devem entender que "as mulheres sejam consideradas trabalhadoras como os homens, porque há muita discriminação e disparidades nos salários".

Para alcançar tais desideratos, Filomena Soares defendeu a necessidade de se dotar as mulheres trabalhadoras de conhecimentos das leis, para que possam se defender de qualquer tipo de abuso e romper com o silêncio.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade