Política

MPLA sensibiliza vendedores do mercado da Quissala para o voto

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

A primeira-secretária provincial do MPLA no Huambo exortou, ontem, os vendedores do maior mercado informal da Quissala, arredores da cidade, ao voto certo no próximo dia 24 de Agosto no sentido de consolidar a democracia, progresso e coesão rumo à resolução dos problemas da população.

06/08/2022  Última atualização 08H35
Lotti Nolika trabalhou ontem no mercado da Quissala © Fotografia por: Marcelino Wambo/edições novembro

Lotti Nolika ao dirigir-se aos vendedores, durante a jornada de mobilização e sensibilização, para votação explicou que "o progresso social e bem-estar, com sustentabilidade, dependem do voto certo, isto é, no MPLA partido da maioria cujo candidato aparece no número oito no boletim de voto”.

A primeira secretária provincial do partido que se fazia acompanhar dos quadros, dirigentes e pelos militantes do MPLA, no quadro da campanha eleitoral apelou à conjugação de esforços para o voto certo para vencer as quintas eleições gerais propiciando o bem-estar das comunidades.

Durante a jornada de mobilização e sensibilização frisou que o MPLA vai continuar a trabalhar e lutar, cada vez mais, contra a corrupção e à impunidade, a fim de assegurar  uma maior inclusão social e política de todos os cidadãos.

A dirigente do partido no poder no Huambo, considerou ser oportuna, depois das eleições, continuar a luta contra a corrupção e impunidade para melhorar o ambiente de negócios, atrair investimento privado externo para os sectores da agricultura, agro-indústria, indústria transformadora e minerais no sentido de impulsionar a produção nacional e estimular as importações.

Apontou que a execução do programa de reconversão da economia informal, com apoio directo às mulheres zungueiras com créditos para aumentar o negócio, constitui uma realidade de muitas famílias deste mercado da Quissala para a melhoria da qualidade de vida.

Durante a ronda de caça ao voto no mercado da Quissala, Lotti Nolika passou a mensagem de voto no candidato do seu partido, marcando com x no quadradinho onde aparece MPLA o rosto de João Lourenço.

Guilhermina Catanha, Maria de Lourdes e Florentino Hossi garantiram que apesar de ser a primeira vez que votam estão bem preparados e sabem como e onde assinar sem qualquer engano para que cumpram com o seu direito de cidadania nas quintas eleições gerais que acontecem em Angola.

"Estamos bem sensibilizados de que o processo eleitoral constitui uma festa da democracia, por isso, é necessário passar a imagem e exemplo de adoptar comportamento livre de qualquer conflitos ou arruaças pois, não nos leva a lado nenhum”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política