Cultura

MPLA exalta figura do escritor e jornalista Dario de Melo

O MPLA mostrou-se consternado com a morte do escritor e jornalista Dario de Melo, ocorrida esta segunda-feira , em Benguela, por doença, aos 87 anos.

07/06/2022  Última atualização 06H00
© Fotografia por: DR

Em comunicado, o Bureau Político do Comité Central do MPLA exalta a figura do professor, inspector escolar, radialista, gerente agro-pecuário, funcionário do então Ministério da Informação de Angola, editor, cronista e escritor, considerando-o "precursor da Literatura Infantil Angolana, com um reconhecido e inegável percurso”.

Acrescenta que Dario de Melo notabilizou-se como mentor de várias gerações de escritores angolanos que, de forma perene, serão gratos aos ensinamentos do "mestre”, que parte convicto de ter deixado um infinito núcleo de escribas por si inspirados.

Segundo o MPLA, no universo do jornalismo angolano, a folha de serviço de Dario de Melo regista passagens no Jornal de Angola, de que foi director, Correio da Semana, Semanário Económico, jornal Jango, revista Tveja, Televisão Pública de Angola, bem como na Emissora Voz do Bié.

Com proeminência literária para obras voltadas às crianças e jovens, sublinha a nota, "Dario de Melo é dono de uma escrita que prendia o leitor pela elegância, plasticidade e grande dose de detalhe que oferecia a efervescência da vida". "Deixa um legado com mais de dezenas de livros, dos quais se destacam "Onda dormida" e "As sete vidas de um gato", com que venceu o Prémio de Literatura Infantil promovido pelos PALOP, em 1998, com o patrocínio do Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa.

Membro fundador da União dos Escritores Angolanos, onde exerceu o cargo de presidente da assembleia-geral, no biénio 1992/1994, Dario destacou-se, igualmente, como dos mais proeminentes escritores angolanos de inclinação para a prosa.

O Bureau Político do Comité Central do MPLA considera a morte de Dario de Melo como "a perda de um verdadeiro mestre da palavra, incontornável ícone da literatura angolana, cultor de profunda gentileza e patriotismo, símbolos de referência dos que o tinham como mestre”.

"Neste momento de dor e luto, em nome dos seus militantes, amigos e simpatizantes, o Bureau Político do MPLA inclina-se perante a memória de Dario de Melo e endereça à família e à comunidade de escritores angolanos as sentidas condolências”, lê-se no comunicado.



Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura