Política

MPLA e PAICV querem reforçar cooperação no domínio parlamentar

Os presidentes dos Grupos Parlamentares do MPLA e do PAICV, Virgílio de Fontes Pereira e João Baptista Pereira, respectivamente, analisaram, na cidade da Praia- Cabo Verde, estratégias para o reforço da cooperação, tendo sido manifestado o desejo se estabelecer, em breve, as ligações aéreas entre os dois países.

17/06/2022  Última atualização 06H30
Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, afirmou que têm previstas jornadas com o PAICV © Fotografia por: DR

Em breves declarações à imprensa, o líder do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, considerou o encontro como tendo sido "extremamente interessante”, enfatizando que o mesmo permitiu socializar projectos políticos, nomeadamente em termos de cooperação entre os dois grupos parlamentares.

Acrescentou que, "do lado do MPLA, se encontram já em carteira várias acções, entre as quais, jornadas entre as duas formações políticas, no sentido de reforçar os laços de cooperação, com especial enfoque para o sector da Cultura”.

De igual modo, Virgílio de Fontes Pereira disse que, da parte do Grupo Parlamentar do MPLA, há todo o interesse na concretização do projecto da ligação aérea directa entre Angola e Cabo Verde, e que, "no final deste semestre ou no início do próximo, os dois povos poderão ter boas notícias nesse domínio”.

Por sua vez, João Baptista Pereira, presidente do Grupo Parlamentar do PAICV, referiu que a visita é uma retribuição à efectuada a Angola, no mês de Janeiro, e "constituiu uma oportunidade para voltarmos a trocar impressões sobre a relação entre os dois grupos parlamentares”.

João Baptista Pereira disse que a mesma permitiu revisar o protocolo em vigor, de modo a ajustá-lo aos novos tempos, tendo em conta "a intenção de elevar o relacionamento entre Angola e Cabo Verde ao patamar de parceria estratégica especial”.

Referiu que gostou de ter ouvido, do líder do Grupo Parlamentar do MPLA, informações sobre o crescimento do sector não petrolífero, na ordem dos 6.4 percentuais.

Para o presidente do Grupo Parlamentar do PAICV, João Baptista Pereira, "tudo aquilo de bom que acontece em Angola, sempre favorece Cabo Verde e os cabo-verdianos”.

As duas formações políticas mantêm relações desde os primeiros anos de independência dos respectivos países (Angola e Cabo Verde).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política