Política

MPLA defende o reforço da cultura de Paz

Joaquim Suami| Cabinda

Jornalista

O primeiro secretário provincial do MPLA, Marcos Nhunga, defendeu, ontem, em Cabinda, o reforço da cultura de Paz, estabilidade e tolerância no seio das famílias, para o combate à discriminação étnica, regional e de género.

23/07/2021  Última atualização 08H25
Marcos Nhunga © Fotografia por: Edições Novembro
Marcos Nhunga discursava na abertura da primeira edição provincial do programa de recolha de opiniões "Termómetro”, cujo objectivo é manter "um diálogo aberto com todas as franjas da sociedade”.

Disse ser necessário que o MPLA aumente "os mecanismos de diálogo participativo, aberto e crítico”, para obter opiniões válidas que visam banir todas as práticas ilícitas que enfermam o bem-estar social. Para o político, o perdão e a reconciliação nacional devem ser encarados por todos os angolanos como uma necessidade essencial à paz do país.

O MPLA, segundo Marcos Nhunga, congratula-se com os progressos registados no país, em matéria de liberdade de imprensa, manifestação e expressão, bem como no aprofundamento no diálogo com a sociedade civil, em torno de questões de interesse nacional.
A dimensão do perdão na consolidação da paz foi o tema da actividade.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política