Política

MPLA cria 60 turmas de alfabetização em Benguela

Arão Martins / Benguela

Jornalista

O primeiro secretário provincial do MPLA em Benguela, Luís Nunes, anunciou, quinta-feira, que o partido começou com 60 turmas piloto, no âmbito da Campanha de Alfabetização.

14/06/2024  Última atualização 06H37
© Fotografia por: Arão Martins| EDIÇÕES NOVEMBRO
Luís Nunes, que falava no acto de lançamento da Campanha em Benguela, disse que as 60 turmas juntam-se as inúmeras existentes sob tutela da OMA e JMPLA. 

Segundo o dirigente máximo do MPLA em Benguela, o Executivo tem dado passos significativos para a redução do analfabetismo, especialmente, com a construção de mais escolas, no âmbito dos vários Programas de Investimentos Públicos (PIIM), em curso na província. 

Com o PIIM, frisou, seguramente, vai se continuar a fazer, não só para permitir a inserção de mais crianças que estão fora do sistema de ensino, mas, também, proporcionar condições mais dignas de frequência do processo de ensino e aprendizagem. 

O ganho, acrescentou, permite massificar as campanhas de alfabetização em curso, levando a conhecer o "abc" a todos os cidadãos. 

O também governador provincial de Benguela, Luís Nunes, destacou, igualmente, o contributo dos parceiros sociais, tais como igrejas e as Organizações da sociedade civil, que segundo ele, muito têm contribuído de forma "incansável " e patriótica em alfabetizar cada vez mais os cidadãos, para a Promoção da elevação social. 

Luís Nunes encorajou ainda os alfabetizandos ao tomarem, não só a decisão acertada para si próprios, mas, de igual modo, a melhor decisão como cidadãos que, certamente, vão contribuir no processo de construção do país, em geral e da província, em particular. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política