Política

MPLA condena agressão a jornalistas

O Secretariado do Bureau Político do MPLA condenou, veementemente, a agressão física e verbal perpetrada, no sábado passado, por militantes da UNITA aos jornalistas da TPA e TV Zimbo.

14/09/2021  Última atualização 06H25
© Fotografia por: DR
 Apelou aos órgãos da administração da Justiça e às entidades que regulam o sector da Comunicação Social no sentido de chamarem à responsabilidade "os autores do acto bárbaro” que colocou em causa a integridade física e a dignidade dos profissionais da informação, que estavam devidamente identificados e em pleno exercício das suas nobres funções.

Considerou "grave e preocupante" o facto de não ser a primeira vez que a UNITA adopta uma atitude violenta contra jornalistas, o que constitui um "reiterado atentado contra o exercício das liberdades de expressão e de imprensa, protegidas pela Constituição e demais legislação.


Repudiou, igualmente, os actos de provocação e os desmandos protagonizados pela UNITA, durante o último fim-de-semana em algumas províncias do país, enquadrando tais comportamentos anti-democráticos no âmbito da sua sistemática estratégia de fomentar a instabilidade política e social, bem como a subversão da ordem constitucional.

O Secretariado do Bureau Político do MPLA exortou todos os militantes, simpatizantes e amigos do partido a continuarem a cerrar fileiras em torno da liderança do Presidente João Lourenço, mantendo-se serenos e vigilantes, abstendo-se de reagir aos actos de intolerância política da UNITA, em nome dos superiores interesses da Nação.


Aproveitou a oportunidade para apelar aos cidadãos e às forças vivas da sociedade a fim de continuarem a promover a cultura da Paz e da Democracia, bem como a preservarem a Unidade e a Reconciliação Nacional.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política