Política

Moxico: Apoiantes mantêm confiança no partido

O primeiro secretário provincial do MPLA no Moxico, Gonçalves Muandumba, exortou a população da comuna de Kassamba, município dos Bundas, a manter a confiança no partido dos camaradas e no candidato João Lourenço.

08/08/2022  Última atualização 08H16
© Fotografia por: DR

O dirigente político presidiu um acto político de massas, tendo apelado ao voto no MPLA, por ser "a força que tem capacidade de concretizar as promessas eleitorais.

Durante a sua intervenção, Gonçalves Muandumba orientou os militantes a intensificar  as acções de  sensibilização porta a porta para uma vitória folgada e defendeu, igualmente, que  cada eleitor deve conhecer o número da assembleia onde vai votar. "Temos que redobrar os nossos esforços para convencermos  os indecisos que o voto certo é no MPLA e no  seu candidato João Lourenço", disse, afirmando que votar na continuidade é votar no  progresso e no  bem- estar dos angolanos.

Em relação aos projectos a serem executados na região, o primeiro secretário do MPLA referiu que o presidente  João Lourenço prometeu asfaltar  parte  da localidade de Luzi,  até à Vila de Cangamba, passando pela comuna de Cassamba. Acrescentou, ainda, que a nova Divisão Político Administrativa, que se pretende implementar no Moxico, a comuna de Cassamba  passará à categoria de município, e, em detrimento disso, a localidade vai ganhar muitos empreendimentos sociais, com destaque para o  Hospital Municipal e escolas  do  ensino primário  e secundário.

Gonçalves Muandumba garantiu que os projectos concebidos pelo Executivo para a electrificação de 13 localidades da província do Moxico, contemplam a construção de um sistema solar para  esta comuna.

O primeiro secretário do MPLA prometeu reforçar o apoio às cooperativas de camponeses, tendo destacado a importância  que  a localidade tem na conquista da paz em Angola.

'Foi nesta comuna que em 2022, aconteceram os primeiros contactos entre os  oficiais das Forças Armadas Angolanas e das FALA, que permitiram as negociações no quadro do memorando de entendimento do Luena, que culminou com assinatura dos Acordo de Paz em Luanda", concluiu.

Samuel António | Luena

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política