Sociedade

Morreu comandante e delegado do Interior de Cabinda

André da Costa

Jornalista

O delegado provincial do Ministério do Interior e comandante provincial em Cabinda da Polícia Nacional, comissário Eusébio Costa, faleceu, ontem, durante um voo da companhia aérea TAAG, proveniente de Lisboa, Portugal.

14/05/2022  Última atualização 08H30
Eusébio Costa esteve a fazer tratamento médico em Lisboa © Fotografia por: DR

O comissário Eusébio Costa tinha se deslocado a Portugal para consultas médicas. A sua morte ocorreu no interior de um avião quando regressava a Luanda, segundo uma nota de condolências do Comando Geral da Polícia Nacional.

A nota esclarece apenas que o oficial comissário, que tinha um elevado sentido patriótico e humanista, por isso, ter sido respeitado por todos, em especial pelos colegas de serviço, morreu por doença.

O comissário Eusébio Domingos de Almeida e Costa, nascido em Benguela, ingressou nas extintas FAPLA, na Primeira Região Política Militar, no Centro de Instrução Militar "Mussenga”, na especialidade de infantaria.

Destacou-se em várias incursões militares, com realce para a Operação Quissonde, Café, Restauro, tendo sido evacuado para Luanda, em 1977.

Ocupou várias funções, entre as quais a de chefe político da Direcção Nacional de Inteligência Externa, Emigração e Fronteira de Angola.

Integrou à Polícia Nacional nos anos 90, onde ocupou as funções de comandante da Unidade de Inspecção do Comando Provincial de Luanda, delegado e comandante da Polícia em Malanje, director do Instituto de Ciências Policiais e Criminais Serra Van-Dúnem,  chefe da Missão de Desarmamento da População Civil e representante da Polícia na Comissão Conjunta do Processo de Desarmamento.

Até à data da sua morte, Eusébio Costa  ocupava a função de delegado e comandante provincial da Polícia em Cabinda.

O comissário era licenciado em Ciências Sociais e História, mestre em História, Criminologia e Políticas Criminais e tinha uma pós-graduação  em Direcção Estratégica de Enfrentamento.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade