Economia

Moody’s mantém nota do Banco Económico

A agência internacional de classificação de risco Moody’s manteve pela terceira vez a notação B3 para o Banco Económico nos depósitos em moeda nacional, anunciou a instituição bancária em nota enviada ontem ao Jornal de Angola.

01/07/2019  Última atualização 09H35
Mota Ambrósio | EDIÇÕES NOVEMBRO © Fotografia por: Agência afirma que o banco melhorou a gestão e a estratégia

O documento declara que, para a atribuição da nota, a Moodys realizou uma análise criteriosa da actividade e da robustez financeira do Banco Económico, referindo como factores determinantes para a manutenção do rating a estrutura de financiamento “fortemente assente numa base estável de depósitos”, bem como em métricas robustas quanto à liquidez em moeda nacional e em divisas.
A nota acrescenta que a Moody’s reconheceu as melhorias na governação, bem como a estratégia e o posicionamento do modelo de negócio do banco para fazer face aos desafios do contexto macroeconómico nacional.
O presidente da Comissão Executiva do Banco Económico, Pedro Cruchinho, é citado no documento a considerar que “a manutenção deste nível de notação representa um passo muito importante para a credibilidade e notoriedade desta instituição, uma vez que confirma a nossa solidez financeira e a nossa capacidade de gestão num contexto macroeconómico particularmente exigente”.
O Banco Económico foi constituído com activos do Banco Espírito Santo Angola, extinto em 2014 depois do relato de perdas de cinco mil milhões de dólares em empréstimos concedidos sem garantias e de recuperação difícil.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia