Política

Mobilização do MPLA satisfaz Bento Bento

Augusto Panzo

O primeiro secretário provincial do MPLA em Luanda, Bento Bento, encerrou, no sábado, a jornada político-partidária no município do Cacuaco, com um acto com os militantes do CAP 602, no bairro Paraíso.

07/06/2021  Última atualização 05H55
1º secretário do MPLA trabalhou no município de Cacuaco © Fotografia por: Paulo Mulaza | Edições Novembro
Bento Bento mostrou satisfação com a presença dos militantes, o que o levou a concluir que "o MPLA está muito bem encaminhado em Cacuaco". "Nós saímos de Cacuaco satisfeitos, porque encontrámos a OMA activa e a JMPLA viva", avaliou o político, que apelou os militantes para continuarem a mobilizar as pessoas, justificando que "os desafios que temos pela frente são grandes". "Vamos trabalhar para que, em 2022, possamos vencer”, exortou.     

O político expressou preocupação com os diversos constrangimentos que afligem a população. Pediu às autoridades administrativas que sejam tomadas medidas sérias contra os garimpeiros de água.
 "Técnicos da EPAL, isso é uma vergonha. Tanto investimento que o Governo faz nesse capítulo, mas Cacuaco não tem água, tudo isso por causa de uns poucos malfeitores que, quando lhes dá na bóia, fecham a água para aproveitarem venderem-na nas suas casas", denunciou.

 Segundo o político, estes malfeitores devem ser apanhados e punidos severamente. Se não forem tomadas cautelas nesse capítulo, alertou, "arriscamo-nos a chegar até ao ano 2080 sem água, o que não vai agradar a ninguém".
 A questão das vias de acesso, bem como o desemprego no seio da juventude também mereceram a atenção do primeiro secretário do MPLA, que incentivou os jovens a aderirem aos vários projectos de empreendedorismo lançados no país, não ficando à espera que o Estado lhes garanta o emprego, através de concursos públicos.

 Bento Bento manifestou, igualmente, preocupação relativamente à delinquência e criticou, de forma directa, a actuação de algumas mães que, quando os filhos são detidos pela Polícia, fazem de tudo para que sejam soltos. Para o político, esta atitude contribui muito no aumento dos actos delituosos.
     Bento Bento participou numa passeata com os motoqueiros locais associados à Amotrang, a quem ofereceu capacetes de trabalho.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política