Mundo

Ministro escapa a atentado mas filha é assassinada

Homens armados atacaram e feriram, ontem, o ministro dos Transportes do Uganda e ex-comandante do exército, ge-neral Katumba Wamala, num atentado em que morreram uma filha sua e o motorista.

02/06/2021  Última atualização 06H55
© Fotografia por: DR
Testemunhas afirmam estação britânica de televisão BBC, que homens armados estava em motorizadas e dispararam vários tiros contra o veículo do ministro,  perto da sua residência, na capital, Kampala.
De acordo com a BBC, militares mantêm guarda ao hospital para onde o general Wamala foi transportado . Katumba Wamala é considerado um dos políticos e militares mais respeitados do Uganda. Entre os vários cargos que ocupou, contam-se o de chefe da polícia e comandante do exército.

Imagens do local mostraram o ministro com as roupas ensanguentadas a pedir para ser levado ao hospital.
Os ugandeses reagiram com choque à aparente tentativa de assassínio que volta a suscitar receios de insegurança naquele país da África Oriental que tem assistido a ataques semelhantes nos últimos anos.
Nos últimos anos, o Uganda foi abalado por tiroteios feitos por homens armados e que se fazem transportar em motorizadas, disse a fonte. Em Junho de 2018, Ibrahim Abiriga, político e fervoroso defensor do Presidente Yoweri Museveni, foi baleado e morto perto da sua casa.

O  ex-porta-voz da polícia Andrew Felix Kaweesi foi assassinado de maneira semelhante em Abril de 2017. Um magistrado e vários clérigos muçulmanos foram mortos da mesma forma. Nenhum dos assassinatos foi até agora investigado com sucesso.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo