Política

Ministro do Território pede reabilitação urgente das estradas

O ministro da Administração do Território e Reforma do Estado afirmou, ontem, no Cuanza-Norte, que a letargia constatada no crescimento económico e social do município de Ngonguembo deve-se, sobretudo, ao mau estado da via de acesso que liga esta localidade a outras regiões da província .

08/09/2019  Última atualização 08H36
Maria Augusta | Edições Novembro

Adão de Almeida pediu aos agentes administrativos de Ngonguembo maior empenho no trabalho, para que os mais de oito mil cidadãos desta localidade sintam os efeitos da governação.

Os automobilistas que circulam no troço clamam pela reparação urgente da ponte sobre o rio Nzenza, que apresenta diversas fissuras a nível da estrutura de base. Com cerca de 45 metros de comprimento e quatro de largura, a ponte foi parcialmente destruída em 1992, durante a guerra.
Em declarações à im-prensa, no final da visita do ministro da Administração do Território e Reforma do Estado ao município de Ngonguembo, o vice-governador para o sector Técnico e Infra-estruturas referiu que a reabilitação dos 21 quilómetros de terra batida entre as localidades de Kiluanje, no Golungo Alto, e a vila de Quilombo dos Dembos, sede municipal de Ngonguembo, está orçada em mil milhões e 100 mil kwanzas. Os trabalhos arrancam no último trimestre do ano em curso.
Mendonça Luís indicou que o financiamento da empreitada decorrerá no quadro do Plano Integrado de Intervenção Municipal (PIIM). “Neste momento decorrem os trâmites administrativos para o lançamento do concurso público para a escolha da empresa que se encarregará dos trabalhos”, afirmou.
João Cavunga, automobilista, de 35 anos, preocupado, afirmouque a situação se torna mais grave durante o tempo das chuvas, porque o terreno fica escorregadio, o que constitui um perigo iminente à segurança de motoristas e passageiros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política