Regiões

Ministro de Estado inaugura Campus Universitário

Júlio Gaiano | Lobito

Jornalista

A Universidade Katiavala Buila (UKB) tem, desde sexta-feira(22), um Campus Universitário, inaugurado pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República.

23/07/2022  Última atualização 08H35
© Fotografia por: Júlio Gaiano | Edições Novembro | Lobito

O funcionamento do campus, localizado no município da Catumbela, província de Benguela, será assegurado por cerca de 300 funcionários, entre administrativos e docentes, entre os quais 20 professores doutores e 40 mestres.

Segundo apurou o Jornal de Angola, no campus vão funcionar três unidades orgânicas da UKB, designadamente as Faculdades de Direito, Economia e o Instituto Superior Politécnico.

Em declarações à imprensa, a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, esclareceu que a obra está inserida no programa de melhoria das condições infra-estruturais para que o ambiente no processo do ensino-aprendizagem se adeqúe ao que é necessário para que os professores, estudantes, funcionários administrativos e investigadores científicos produzam melhores resultados.

Para a ministra, o Executivo cumpre, assim, uma das metas integradas no Plano do Desenvolvimento Nacional 2018-2022, no que respeita ao Programa de Melhoria da Qualidade do Ensino Superior e Investigação Científica, especificamente no aumento do número de infra-estrutura deste nível.


  ISCED tem novas instalações

Maximiano Filipe | Benguela     

 

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, procedeu, ontem, à inauguração das novas instalações do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) na cidade de Benguela.

O empreendimento, cujas obras custaram cerca de 700 milhões de kwanzas, tem 22 salas e vai permitir que sejam matriculados, no próximo ano lectivo, 2.3120 estudantes.

Depois de uma paralisação que resultou na redefinição do projecto e sua inserção nas obras de emergência de infra-estruturas integradas, a empreitada teve a duração de cinco meses.

Para o ministro de Estado e chefe da Casa Civil, o funcionamento de infra-estruturas como a do ISCED-Benguela vão impulsionar o desenvolvimento e crescimento da província e não só, bem como garantir melhores resultados no aproveitamento dos estudantes, tendo em conta as condições de acomodação.

O governador provincial de Benguela, Luís Nunes, que testemunhou a entrada em funcionamento do instituto, sublinhou que a província está bem servida para dar passos gigantescos no mundo do saber, da ciência, investigação e pesquisa científica. Luís Nunes garantiu que o Executivo vai continuar a trabalhar com vista a resolver os problemas da população, aproximando, cada vez mais, os serviços sociais básicos às comunidades.

Unidade orgânica da Universidade Katiavala Buila (UKB), o ISCED-Benguela ministra cursos de licenciatura em História, Línguas Inglesa e Francesa, Ensino da Língua Portuguesa, Matemática, Geografia e Educação Especial. Anualmente, lança no mercado de trabalho cerca de 900 licenciados, nos diversos cursos.

A decana, Maria da Conceição Barbosa, manifestou satisfação, tendo considerado de grande valia, na medida em que o novo edifício vai minimizar a procura de vagas no ensino superior, assim como oferecer melhores condições de trabalho e acomodação, para estudantes e quadros da instituição.

"Estamos bem servidos, quer seja em termos de condições para acções formativas e administrativas, quer para contribuir no processo de desenvolvimento do ensino a nível da região de Benguela”, frisou.

Cidadãos exprimem satisfação

António Clemente, residente na comuna do Dombe Grande, município da Baía Farta, disse que, há mais de cinco anos que o filho não consegue ingressar numa faculdade da UKB, pela exiguidade de vagas e pela distância.

Para aquele cidadão, as novas instalações do ISCED-Benguela, construído na Zona B dos arredores da cidade, pode ser a solução para o problema do filho. Destacou o facto de o edifício ter sido erguido próximo à estrada principal que liga os municípios de Benguela e da Baía Farta.

O soba do bairro Onze de Novembro, na zona B, fez saber que os membros da regedoria elogiam a acção do Executivo, na medida em que o empreendimento foi construído junto das comunidades, facto que permite os jovens ter acesso fácil à formação.

Os docentes David Gabriel e Tomé Suende consideram a criação das novas instalações do ISCED-Benguela um progresso no processo de ensino, tendo em conta que a instituição vai incentivar a cultura da pesquisa e investigação científica.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões