Política

Ministro avalia obras na província do Bengo

As obras das infra-estruturas integradas no município do Dande, província do Bengo, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), vão absorver cerca de 16,8 mil milhões de kwanzas, dos 32,1 mil milhões destinados à província.

19/11/2019  Última atualização 08H17
Edmundo Eucílio | Edições Novembro © Fotografia por: Manuel Tavares de Almeida entregou kits de terraplanagem


A informação foi prestada ontem ao ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, na abertura do acto de formação dos operadores de máquinas e entrega de kits de máquinas, destinadas à manutenção das vias rodoviárias no país.
Manuel Tavares de Almeida destacou a importância das estradas para o crescimento económico e social do país, e informou que o programa com vista à manutenção e preservação das vias conta com 90 milhões de euros.
Desde ontem estão, numa primeira fase, a ser formados, no Bengo, 50 operadores das províncias anfitriã, Luanda, Cabinda, Cuanza-Norte, Uíge, Malanje, Moxico, Lunda-Norte, Lunda-Sul e Zaire. O ciclo de formação tem a duração de nove dias e cada uma destas províncias vai beneficiar de dois kits de máquinas, com excepção de Luanda, que apenas vai receber um.
Manuel Tavares de Almeida disse que com esta formação, as províncias vão ser mais dinâmicas em termos de manutenção das vias secundárias e terciárias.
Após a cerimónia de abertura do seminário e entrega das máquinas, o ministro da Construção e Obras Públicas visitou as obras de construção da Bacia de Retenção de Caxito, com capacidade para armazenar 110 milhões de litros de água.
A execução física da Bacia de Retenção de Caxito encontra-se executada em 78 por cento, e está a ser construída numa área de seis hectares. Tem uma profundidade de cinco metros.
O projecto de construção das infra-estruturas integradas de Caxito está orçado em cerca de 70 milhões de dólares. O projecto conta com uma execução física da ordem dos 26 por cento e financeira de apenas 19 por cento.
A governadora provincial do Bengo garantiu que as máquinas também vão ser usadas na preparação dos campos agrícolas.
Mara Quiosa disse que Nambuangongo vai ser a primeira localidade a beneficiar do programa de melhoria das estradas. A governadora sublinhou que as redes rodoviárias do município há muito precisam de intervenções profundas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política