Sociedade

Ministra reconhece papel vital dos médicos

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, reconheceu hoje o papel vital que os médicos desempenham para garantir que o sistema de saúde se torne cada vez mais resiliente e funcional para assim salvar mais vidas.

26/01/2022  Última atualização 12H30
© Fotografia por: DR

Em mensagem em alusão ao Dia Nacional do Médico, assinalado esta quarta-feira (26), a ministra realçou também os constrangimentos e desafios que enfrentam num ambiente de alta exposição ao risco, em que dia e noite os profissionais dão o seu melhor para tratar de quem precisa, tantas vezes privados das suas famílias.

"É com bastante satisfação que, em meu nome e de todos os trabalhadores da Saúde, saúdo calorosamente a celebração do dia 26 de Janeiro, dedicado à Classe Médica do Sistema Nacional Saúde”, lê-se na mensagem.

A titular da pasta da Saúde louva a capacidade de adaptação evidenciada pelos nossos médicos, que são verdadeiros heróis, num período de resistência e de resiliência, que colocou à prova o seu humanismo, a sua solidariedade e a sua competência.

"O mundo vive desde o final de 2019 um conjunto de incertezas com a expansão e persistência do vírus SARS-CoV-2, colocando-nos perante o maior desafio das nossas vidas, em que a pandemia da Covid-19 está a afectar severamente as famílias, a sociedade e a economia angolanas”, assinalou.

Sílvia Lutucuta lembra que a transmissão da Covid-19 só será efectivamente controlada com a participação activa, organizada e sustentada de toda a sociedade e das famílias, visando reduzir o risco de propagação da doença, contando-se para o efeito com aqueles que se encontram na linha da frente, os médicos e todos os trabalhadores da saúde, pela sua resiliência, pela comunhão de propósitos e pelo sentido humanitário com que revestem a prestação dos serviços à nossa população.

"Num momento tão desafiante para o sector da Saúde, o Executivo está a realizar um enorme investimento no Serviço Nacional de Saúde para o tornar cada vez mais robusto e equitativo. Para garantir o acesso a prestação de cuidados de saúde foram construídas novas unidades sanitárias, unidades sanitárias especializadas e todas elas equipadas com meios médicos modernos”, destacou.

Para a ministra, este investimento foi acompanhado pelo reforço de capital humano, tendo sido realizados dois concursos públicos em 2018 e 2019, respectivamente, o que permitiu a admissão de 25.465 profissionais de saúde, dos quais 2.399 são médicos.

Apesar disso, referiu, é notável a forma como se dedicam, com orgulho e empenho, para aliviar o sofrimento dos pacientes e manter o bem-estar de toda a população, numa manifestação de amor ao próximo e patriotismo, um legado que as gerações vindouras seguramente tornarão perene.

Vacinação

Sílvia Lutucuta disse também que o processo de vacinação contra a Covid-19 assegura uma renovada confiança para apoiar o esforço nacional para debelar a pandemia, para "iniciarmos uma recuperação social e económica sustentada, garantindo assim às novas gerações um país mais justo, mais próspero e mais moderno”.

A ministra reafirmou a aposta e compromisso do órgão de tutela e do Executivo angolano na melhoria das condições de trabalho e de segurança assim como com a valorização dos médicos em todos os lugares.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade